‘Operador’ é ouvido pela CEI que investiga os áudios atribuídos a Zeitune

O empresário Marco Antônio Ferreira, identificado como suposto operador do vice-prefeito Alexandre Zeitune (Rede) nos áudios que motivaram investigação por uma Comissão Especial de Inquérito (CEI) na Câmara municipal, foi ouvido na manhã desta terça-feira, 17. Ferreira foi sabatinado pelos vereadores e por Leonardo Freire, advogado da Rede.

No depoimento, Ferreira descreveu como informal a conversa entre ele, Zeitune e o empresário guarulhense Paulo Zhu. Contou, por exemplo, que Zhu queria informações sobre como investir em campanha eleitoral, quanto poderia caber para cada candidato, sobre eventuais benefícios. Ferreira lembrou que Zeitune, em litígio político com o prefeito Guti (PSB), não teria como exercer algum tipo de influência no Executivo para favorecer quem quer que seja.

Ferreira revelou que até julho de 2017 foi diretor em uma das empresas de Paulo Zhu e agora oferece consultoria para o empresário. Zeitune, dono de um escritório de advocacia, presta serviços a Ferreira e Paulo Zu, daí o fato de os três se conhecerem e serem amigos ou colegas, de acordo com o depoente.

Entre os vereadores, Moreira (PTB) sugeriu que Marina Silva, citada nos áudios, fosse também chamada para depor. Eduardo Carneiro (PSB) foi além, ampliando o leque para todas as pessoas citadas nas gravações e que apareceram durante os depoimentos. Genilda Sueli Bernardes (PT), por sua vez, criticou o fato de a CEI a cada dia perder seu caráter técnico para ter um viés político e pediu que o prefeito Guti também fosse chamado, opinião compartilhada pelo advogado da Rede.

Sobre este assunto, Marcelo Seminaldo afirmou que mais pessoas poderão ser chamadas para depor, além de Paulo Zhu, que ainda não falou à CEI. “Vamos nos reunir na próxima terça-feira e definir as pessoas que serão convocadas para novos depoimentos, de acordo com a pertinência de sua participação nesta investigação”, garantiu.

Participaram também da reunião da CEI Toninho da Farmácia (PSD), Carol Ribeiro (PMDB), Serjão Inovação (PSL), Genilda Sueli Bernardes (PT), Geraldo Celestino (PSDB), Acácio Portella (PP) e Luís da Sede (PRTB).