quarta-feira, 29 junho 2022
PUBLICIDADEspot_imgspot_imgspot_imgspot_img
InícioCLICK GUARULHOSEspecialista esclarece como usar corretamente produtos contra vírus

Especialista esclarece como usar corretamente produtos contra vírus

 

Diante de tantas informações, muitas conflitantes, sobre os cuidados que as pessoas devem tomar em relação à higiene pessoal e limpeza dos ambientes para evitar contaminação com o novo coronavírus, o Click Guarulhos procurou o especialista em vigilância sanitária e em metodologia da higienização hospitalar Osmar Viviani. Guarulhense, ele é consultor técnico de grandes empresas e órgãos públicos, por meio da ConsuLimp Engenharia da Limpeza, além de instrutor do Senac-SP.

O especialista inicia citando que produtos de limpeza desinfetantes são grandes aliados para o combate à Covid-19 (doença provocada pelo novo coronavírus) e que em geral são produtos de fácil acesso, como a água sanitária, o álcool 70% e até mesmo a combinação de água e sabão.

Além dos cuidados com a casa, o hábito de lavar constantemente as mãos e os pulsos (com água e sabão, ou se não der, passar álcool em gel) ainda continua sendo a maneira mais eficaz de prevenção a esta e outras doenças”, comenta, acrescentando que é imprescindível esfregar o álcool gel por ao menos 20 segundos, adotando a mesma prática para higienizar objetos e superfícies, como chaves de veículos e maçanetas de portas.

Quanto à qualidade dos produtos, cita que a Anvisa recomenda aos consumidores a utilização somente de produtos regularizados. “Na limpeza das casas, o ideal é dar preferência aos saneantes classificados nas categorias ‘água sanitária’ e “desinfetante para uso geral”. Os produtos de limpeza como álcool e desinfetantes devem ser adquiridos em estabelecimentos regulares, como distribuidoras de produtos de limpeza, mercados e farmácias. A recomendação é que estes produtos não sejam comprados de ambulantes que atuam pelas ruas, devido a alguns fatores, mas principalmente pela ineficácia na desinfecção e limpeza no combate e prevenção à covid-19, e também pelos riscos de formulações inadequadas, o que pode causar grandes problemas à saúde das pessoas. Osmar lembra que a Anvisa mantém no portal uma coluna de consulta aos produtos regularizados, porém o rótulo trará as demais informações necessárias para as consultas.

O que são saneantes?

Com relação o que significam termos que definem cada tipo de produto, ele explica que saneantes são todos os produtos utilizados na limpeza e na conservação dos ambientes, como as casas, escritórios, lojas e hospitais. “Eles servem para acabar com a sujeira, germes e bactérias, evitando, portanto, o aparecimento de doenças. Exemplos de saneantes: detergente líquido, sabão em pó, cera, água sanitária e desinfetantes e inseticidas. 

Quais saneantes podem substituir o álcool na higienização dos objetos? 

“Desinfetantes comuns e solução diluída de água sanitária ou alvejante são capazes de desativar o novo coronavírus na desinfecção de objetos e superfícies. A limpeza com sabão também é eficiente. Isso ocorre porque o vírus tem uma camada protetora de gordura que é destruída por esses produtos. Mas é importante seguir as instruções de diluição que estão no rótulo”, ensina, completando: “Na maioria dos casos, são necessários 10 minutos de contato para inativar os microrganismos. Aguarde esse tempo após a aplicação do produto para que ele faça efeito. Ou seja, não limpe imediatamente a superfície logo após o uso do desinfetante, de modo que o vírus possa ficar em contato com a solução e ser destruído”. 

A inativação do vírus pode ser alcançada após 1 minuto com uso de desinfetantes como etanol a 70% ou hipoclorito de sódio (principal componente da água sanitária). Recomenda-se uso de álcool a 70% para desinfecção de equipamentos de uso comum ou pequenas áreas e de hipoclorito de sódio a 0,5% para desinfecção de pisos e banheiros.

Para a limpeza doméstica recomenda-se a utilização dos desinfetantes domésticos contendo hipoclorito de sódio. Usar preferencialmente a água sanitária 2-2,5% – diluir uma parte de água sanitária (250 ml) para 3 partes de água (750ml), para obter 1 litro a 0,5%. para desinfetar superfícies como pisos, azulejos, paredes, banheiros e cozinha. Se a superfície estiver suja, deve ser limpa primeiramente com água e sabão ou detergente e após ser realizada a desinfecção.

Segundo Osmar Viviani, o processo de higienização divide-se em duas etapas. O primeiro passo é realizar a remoção de sujidades, com o auxílio de produtos como:

  • Detergentes;
  • Limpadores;
  • Limpadores 2-em-1;
  • Multiusos;
  • Solução de ozônio aquoso.

Em seguida, é necessário fazer a desinfecção. Os principais ativos (componentes de produtos) recomendados são:

  • Ácido peracético;
  • Biguanida polimérica;
  • Hipoclorito de sódio;
  • Peróxido de hidrogênio;
  • Quaternário de amônia;
  • Outros químicos liberados pela Anvisa.


Para garantir a eficácia do processo, é importante escolher produtos que contenham instruções no rótulo sobre o modo de uso, o número de registro na Anvisa e sua categoria, além de respeitar as orientações de diluição de cada fabricante. Importante apontar que o álcool em gel a 70% não é recomendado para higienização de superfícies e ambientes, devendo ser utilizado apenas para limpeza das mãos.

Dicas de como utilizar cada produto

Sabão
– A higienização de superfícies com água e sabão por 20 segundos garante a eliminação da sujeira e do vírus destruindo a camada de gordura que o protege, impedindo a infecção, sendo tão eficiente quanto outros produtos desinfetantes.

Detergente comum – Assim como o sabão, remove a sujeira e destrói a camada de gordura do vírus, dissolvendo-o na água após 20 segundos da aplicação.

Água sanitária (com cloro ativo de 2% a 2,5% é suficiente) – Indicada para superfícies, como pisos, pias e azulejos, pois em contato com outros materiais pode causar manchas e outros danos.

Dilua 250 ml de água sanitária para 1 litro de água para pisos e azulejos. Após a diluição, utilize-a logo em seguida e aguarde agir por 10 minutos após aplicação.

Também pode ser utilizada para a higienização de alimentos, utilizando 1 colher de sopa para 1 litro de água, deixando de molho por 15 minutos e em seguida devem ser enxaguados em água corrente.

Alvejante de cloro – Alvejante e água sanitária possuem poucas diferenças, como o cheiro e a dosagem. O alvejante não pode ser utilizado em alimentos, mas alcança a mesma ação na eliminação de vírus e bactérias. Dilua 200 ml de alvejante para 1 litro de água.

Desinfetantes – Comuns, concentrados e até de ação virucida (usado para ambientes com mais risco de contaminação), têm as mais variadas fragrâncias e fáceis de encontrar em supermercados: escolha um de sua preferência. São suficientes para combater bactérias e vírus. Verifique no rótulo a indicação do fabricante quanto à dosagem.

Limpadores multiuso com cloro ou álcool – Indicados para a limpeza de móveis e peças eletrônicas, como computadores. Utilize um pano seco e limpo (dê preferência aos panos de microfibra para evitar arranhões nos objetos) e aplique produto suficiente para levemente umedecer o pano.

Os especialista ressalta que é importante que o uso dos produtos de limpeza deve ser feito com os respectivos EPIs (Equipamentos de Proteção Individual).


Links para quem quiser saber mais a respeito:

http://portal.anvisa.gov.br/noticias/-/asset_publisher/FXrpx9qY7FbU/content/saneantes-populacao-deve-usar-produtos-regularizados/219201

Álcool e saneantes no combate à Covid-19

http://portal.anvisa.gov.br/noticias/-/asset_publisher/FXrpx9qY7FbU/content/covid-19-alcool-e-saneantes-no-combate-a-pandemia/219201

FIOCRUZ – Covid-19: informações sobre a desinfecção e limpeza de superfícies e objetos

https://portal.fiocruz.br/noticia/covid-19-informacoes-sobre-desinfeccao-e-limpeza-de-superficies-e-objetos

Prefeitura Municipal de São Paulo

http://www.capital.sp.gov.br/noticia/quais-produtos-de-limpeza-matam-o-coronavirus

Consulta Técnica

Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Brasil). Gerência Geral de Tecnologia em Serviços de Saúde. Gerência de Vigilância e Monitoramento em Serviços de Saúde. Nota Técnica GVIMS/GGTES/ANVISA nº 04/2020. Orientações para serviços de saúde: medidas de prevenção e controle que devem ser adotadas durante a assistência aos casos suspeitos ou confirmados de infecção pelo Novo Coronavírus (SARS-CoV-2). Brasília, DF; 30 Jan 2020 [atualizado em 21 Mar 2020, citado em 23 Mar 2020]. Disponível em: http://portal.anvisa.gov.br/documents/33852/271858/Nota+T%C3%A9cnica+n+04-2020+GVIMS-GGTES-ANVISA-ATUALIZADA/ab598660-3de4-4f14-8e6f-b9341c196b28.

 

Contatos com Osmar Viviani

No Facebook de Osmar Viviani, há postagens informando sobre como inscrever-se para treinamentos on-line que têm sido feitos para empresas e condomínios.
Para contratar sua consultoria, contatos pelo WhatsApp: 97402-7651

PUBLICIDADE
PUBLICIDADEspot_img
- PUBLICIDADE -

SIGA/CURTA

28,870FãsCurtir
3,337SeguidoresSeguir
1,593SeguidoresSeguir
358InscritosInscrever

VEJA TAMBÉM

Mortes no trânsito de Guarulhos caem 42,8% em maio, diz Secretaria de Transportes

O número de óbitos decorrentes de acidentes de trânsito em Guarulhos caiu de 14 para oito, o que representa uma queda de 42,8% na...

Meu saque extraordinário do FGTS não caiu, o que fazer?

O último depósito do saque extraordinário do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) foi realizado na semana passada, no entanto, os valores...

Museu do Futebol promove atividades esportivas gratuitas nas férias de julho

Atividades físicas são conhecidas pelos inúmeros benefícios que trazem para o corpo e a mente humana. Pensando nisso, o Museu do Futebol lança o projeto Com a...

Férias ao ar-livre: CAT Sesi Guarulhos abre inscrições para atividades com a garotada

As férias escolares estão chegando e o Sesi Guarulhos quer proporcionar, para crianças de 5 a 12 anos, diversão além do vídeo game e...

Quina de São João teve 11 apostas vencedoras

Realizado ontem (25) em Campina Grande, na Paraíba a Quina de São João, teve 11 ganhadores. Cada um receberá R$ 17.813.226,63. As dezenas sorteadas foram:...