A CEI contra Zeitune ainda tem finalidade? Quais os próximos passos?

Depois de ouvir os três personagens que figuraram nas gravações que deram origem à Comissão Especial de Investigação contra o vice-prefeito Alexandre Zeitune, os vereadores que a compõem precisam decidir quanto à continuidade ou não da apuração e qual o veredito depois de todos os depoimentos.

O Click Guarulhos está elaborando reportagem a respeito e, para isso, enviou nesta segunda-feira, questionamentos a Zeitune, ao presidente da CEI, vereador Marcelo Seminaldo (PT); ao relator, vereador Eduardo Carneiro (PSB), líder do governo Guti na Câmara Municipal; bem como aos demais vereadores.

Do vice-prefeito, o Click indaga:

  • Se não foi Marco Antonio Ferreira nem Paulo Zhu quem gravou os áudios e fez as fotos, quem o senhor crê que o tenha feito e quem teria interesse em prejudicá-lo?
  • Qual efetivamente foi o serviço que prestou a Paulo Zhu que ele nega que tenha feito e que ele nega que lhe tenha pago?
  • Qual atitude espera da CEI agora?

Dos vereadores que compõem a Comissão, o Click indaga:

  • Se não foi Marco Antonio Ferreira nem Paulo Zhu quem gravou os áudios e fez as fotos, quem os vereadores creem que o tenha feito?
  • Sem identificar a autoria das gravações, a CEI tem legalidade?
  • Após ouvir o vice-prefeito, e os interlocutores Marco Antonio Ferreira e Zhu Xiao Yang (Paulo Zhu), o senhor (a senhora) concluiu que há sentido em continuar com a CEI?
  • A julgar pelo teor dos depoimentos, o senhor (a senhora) entende que Zeitune praticou tentativa de extorsão?
  • A julgar pelo teor dos depoimentos, o senhor (a senhora) entende que Zeitune praticou improbidade administrativa?
  • A julgar pelo teor dos depoimentos, o senhor (a senhora) entende que Zeitune fez uso do cargo ou função para aferir vantagens pessoais? Há alguma prova ou forte evidência nesse sentido?
  • Em seu entendimento, qual deve ser o desfecho da CEI?

Ao advogado de Zeitune, Leonardo Freire Pereira, o Click indaga:

  • Em seu entendimento, a CEI instaurada na Câmara Municipal tem legalidade, considerando que ninguém assumiu a autoria das gravações, nem mesmo o empresário que supostamente teria sofrido tentativa de extorsão?
  • Ouvidos os três personagens ouvidos nas gravações, o senhor entende haver embasamento para a continuidade das investigações?
  • O senhor pretende ingressar com alguma medida judicial?

Fica aberto o espaço a Marco Antonio Ferreira e Zhu Xiao Yang, caso queiram manifestar-se na reportagem, bem como a quem mais tiver algo a contribuir com informações.

As questões foram enviadas na manhã de segunda-feira. O vice-prefeito já respondeu.

Reiteramos as mensagens aos vereadores nesta manhã de terça-feira.