A elegância natural de Sônia Lago

Por Amauri Eugênio Jr.
e Valdir Carleto

Pode-se dizer que Sonia Lago é uma das pessoas mais conhecidas em Guarulhos. E não é para menos: quando se fala em eventos sociais na cidade, o nome dela logo vem à cabeça, seja por causa da Revista É!, da qual é diretora, seja por causa de sua empresa, a Lago Eventos. Mas você sabia que, por exemplo, ela começou sua carreira como modelo e trabalhou no SBT? Para se ter uma ideia, ela foi assistente de palco do todo-poderoso Silvio Santos, de Gugu Liberato, e trabalhou com o apresentador Flávio Cavalcanti na mesma emissora – “Fui eu quem deu remédio para o Flávio quando ele sofreu infarto durante a gravação do programa”, revela.

Essas e outras histórias ela contou em seu QG, uma grande casa na região central da cidade. Apesar da rotina corrida do dia a dia, a conversa e a sessão de fotos com Eros e Ringo, seus dois cães Rhodesian ridgeback, foram marcadas pelo bom humor. Tanto que não parecia uma entrevista.

Antes de cobrir eventos sociais na cidade, o que você fazia?

Comecei como modelo em 1981, em passarela. Quando ganhei um título na cidade e na época não havia o Miss Guarulhos, a Riachuelo fazia o prêmio “Garota Charme e Simpatia” em cada cidade. Eles vieram a Guarulhos e eu fui a escolhida em 1983. Depois fiz TV, fui secretária de palco do Silvio Santos, do Gugu, trabalhei como atriz e foi por aí.

Quais trabalhos como atriz você chegou a fazer?

Fiz o “Reapertura” e o “Alegria 83”, que eram dois programas de humor do SBT. Era com o Detto Costa e o Paulo Celestino, que era um diretor superconhecido, conceituado, que já é falecido.

Sonia-Lago_RA-3Como foi a transição da carreira de modelo para a cobertura de eventos?

Na época, eu já trabalhava na Folha Metropolitana e era assessora da colunista social. À tarde, eu trabalhava no SBT. E aqui na cidade, como essa colunista era a única pessoa que se relacionava com todo mundo na sociedade, ela costumava fazer muitos eventos de moda e eu a acompanhava. Ela saiu e assumi o lugar dela. Daí, começaram a aparecer eventos, mas sempre voltados para moda. Depois comecei a fazer eventos sociais. Meu forte é fazer esses dois tipos de eventos.

Como foi a transição da Folha Metropolitana para a Lago Eventos e Revista É!?

Quando eu casei, “larguei” a Folha Metropolitana e fiquei trabalhando com eventos. Não me passava pela cabeça ter uma empresa e uma revista. Foi o caminhar da vida e foram as oportunidades que apareceram, e achei necessário criar uma revista na cidade e colocar a minha empresa de eventos em evidência. Mas foi uma consequência.

“Você pode estar de calça jeans e camiseta, e ser elegante. Muitas vezes, você está com joias e vestido longo, mas não tem elegância. É um estado de espírito”

Quando se fala em eventos na cidade, a referência é você.

Ainda é. É que não há ninguém na cidade que faça isso. A cidade é grande, mas não se encontra uma agência de publicidade, uma empresa de eventos… Como sou conhecida, as pessoas acabam me chamando.

O que mais te fascina na cobertura de eventos sociais?

A alegria, saber que a pessoa está satisfeita e está em um lugar para curtir, relaxar, se descontrair, se relacionar, dentro de um ambiente produzido e estruturado… A satisfação do cliente é o que mais me gratifica.

Você se considera uma pessoa workaholic?

Hoje, nem tanto, mas [me considero] sim. Daquele tipo de pessoa que assovia e chupa cana.

Para você, o que é ser elegante?

É um estado de espírito. Você pode estar de calça jeans e camiseta, e ser elegante. Muitas vezes, você está com joias e vestido longo, mas não tem elegância. Não adianta você ter muito dinheiro e não ter bom gosto, não estar de bem consigo própria, que as coisas não fluem. Você pode estar superproduzida, mas se você não estiver bem por dentro, nada vai ficar bem.

O que não pode faltar na sua nécessaire?

Difícil, viu? Pois na minha nécessaire não há nada. Vou até te mostrar [risos]. Mas uma coisa de que gosto muito é rímel.

Quais peças são obrigatórias no seu guarda-roupa?

Básicas. Vestido preto, jeans e camiseta branca.

Você tem algum ritual de beleza antes de sair de casa?

Sonia-Lago_RA-13Eu não saio sem me olhar no espelho, para conferir se está tudo OK. Mas com ritual, não sou de passar creme, fazer maquiagem… Ultimamente, eu tenho feito maquiagem para gravar o meu programa de TV [“Programa Sonia Lago”, que era veiculado pela TV Guarulhos e irá migrar para a TV Nativa (canal 183 da NET Guarulhos), onde será exibido às quartas-feiras, às 20h]. Mas no dia a dia, o que uso é rímel, gloss e batom claro.

Entrevista publicada na revista Necessaire de março, mês da mulher.