A menos de dois meses para o Enem, atenção a estas dicas

A cada dia, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) fica mais próximo e mais dúvidas surgem entre os estudantes. O exame a ser realizado nos dias 24 e 25 de outubro conta com 180 questões e uma redação, distribuídas nos dois dias. Os portões são fechados pontualmente às 13h, horário de Brasília-DF, em todo o País. Porém, as provas são aplicadas cerca de 30 minutos após o fechamento.

O Enem é composto por quatro provas objetivas, com 45 questões cada, além da redação. São elas: Ciências Humanas e suas Tecnologias, Ciências da Natureza e suas Tecnologias, Linguagens, Códigos e suas Tecnologias e Matemática e suas Tecnologias. Os candidatos contam com o tempo máximo para o término da prova de 4h30min no primeiro dia e 5h30min no segundo.

O exame, que foi reformulado pelo Ministério da Educação (MEC) em 2009, tornou-se o principal meio de ingressar em cursos superiores de faculdades e universidades federais. O MEC gerencia o Sistema de Seleção Unificada (SiSU), sistema informatizado que seleciona os candidatos às vagas oferecidas pelas instituições públicas que utilizarão a nota do Enem como única fase de seu processo seletivo. A seleção é feita pelo sistema com base na nota obtida pelo candidato, que pode consultar as vagas disponíveis e suas respectivas notas de corte pelo site (http://sisu.mec.gov.br/#/principal.php) oficial do SiSU.

Existem ainda outras possibilidades, já que o Enem também é utilizado como critério de acesso para participantes que desejam entrar em programas governamentais como o Programa Universidade para Todos (ProUni), o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e o Ciências sem Fronteiras.

A novidade considerada “histórica” divulgada recentemente é que a Universidade de São Paulo (USP) decidiu por fim aderir ao SiSU como parte de seu processo seletivo, oferecendo 13,5% de seu total de vagas para o sistema. Porém, não são todos os cursos que entram nessa porcentagem. Dos 143 cursos de graduação, 85 decidiram aderir ao Enem parcialmente, e 58 decidiram manter 100% das vagas pela Fuvest, vestibular da instituição. A Faculdade de Medicina (FMUSP) da capital paulista recusou-se a aderir ao exame; já a Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto terá apenas 10% de suas vagas pelo SiSU.

Nessa reta final é importante que o estudante esteja preparado não apenas em relação ao conteúdo estudado, como também psicologicamente. Não adianta tentar recuperar o tempo perdido com um estudo excessivo, cafeína e noites mal dormidas. Descanso é essencial para um bom desempenho na hora do exame.

Informações fornecidas pelo curso Objetivo Guarulhos.