Acordo judicial beneficiará 2,5 mil famílias no Anita Garibaldi

Cerca de 2,5 mil famílias serão beneficiadas por um acordo judicial intermediado pela Prefeitura para impedir a reintegração de posse e possibilitar que os moradores comprem a área do Anita Garibaldi, na Ponte Alta. A negociação com o proprietário e a Justiça foi conduzida pelo prefeito Sebastião Almeida, que fez questão de levar a notícia aos moradores do bairro ainda na noite de terça-feira, 24.

Pelo acordo, os valores dos lotes no Anita Garibaldi ficaram estipulados a partir de R$ 360 o metro quadrado, com a possibilidade de parcelamento em até 184 prestações.

Segundo o prefeito, o acordo na Justiça ainda prevê que 5% de todos os valores pagos pelos moradores ao proprietário serão destinados ao Fundo Municipal de Habitação, para que sejam destinadas a obras de infraestrutura ao bairro, como asfalto e redes de esgoto. “O Anita Garibaldi passará por uma transformação nos próximos anos”, disse.

Almeida lembrou que a luta dos moradores do bairro para chegar a um acordo com o proprietário já durava 15 anos. “As pessoas investiram tudo o que tinha para construir as casas aqui e não seria justo que tivessem que sair. Por isso, queríamos fechar um acordo judicial que garantisse segurança a todas as famílias do Anita”, disse. “O importante é que, a partir de agora, ninguém mais vai dormir com medo de uma reintegração de posse no bairro”.

Almeida também destacou outros acordos de regularização de áreas que foram fechados em sua gestão, como os do Jardim das Oliveiras II e da Vila Operária. “A Prefeitura tem se desdobrado para intermediar essas negociações entre moradores e proprietários”, comentou. Ele ainda ressaltou que o acordo no Anita Garibaldi prevê o parcelamento das dívidas referentes ao IPTU em 172 vezes.

anita garibaldi