Antes de pegar a estrada, é bom fazer uma revisão

Nada como um período de descanso, após meses de árduo trabalho. A família fica planejando como usufruir de alguns dias de férias, imagina tudo que poderá fazer e até apreciar a paisagem durante o percurso já faz bem à mente.

Tudo que parece ser positivo, entretanto, pode enfrentar dissabores se o carro apresentar algum problema na estrada. Recomenda-se, então, fazer uma boa revisão e tomar as providências que sejam necessárias, com alguns dias de antecedência.

Valdir Pinto, proprietário do Centro Automotivo Rodacenter, dá algumas dicas do que é importante revisar antes de pegar a estrada:

Sistema de arrefecimento

Além da atenção em repor água e aditivo, a cada 30 mil quilômetros é preciso fazer limpeza no sistema, que inclui radiador e reservatório de expansão.

Componentes do motor

Nessa lista estão velas, filtros de ar e combustível, carburador e correia dentada. Em média, as velas devem ser trocadas a cada 20 mil quilômetros. O filtro de ar, com uma manutenção rápida e fácil, deve ser trocado anualmente e o motivo para substituí-lo é que o fluxo de ar auxilia o motor a funcionar melhor. Já o filtro de combustível evita a passagem de sujeira do tanque para o motor e o ideal é trocá-lo entre 10 e 15 mil quilômetros.

Freios

O sistema de frenagem é composto por pastilhas, discos, lona e o fluído. Geralmente, na manutenção preventiva são trocadas as pastilhas, mas dependendo do caso é preciso trocar os discos também. Isso geralmente acontece porque o motorista deixa a pastilha chegar ao limite, prejudicando os discos.

Alinhamento e balanceamento

Recomenda-se que os procedimentos sejam feitos a cada 10 mil quilômetros, para evitar o desgaste dos pneus. Alinhamento e balanceamento são importantes porque, com o asfalto da cidade cheio de buracos, é bem difícil que o serviço dure por muito tempo.

Suspensão, pneus e rodas

Tudo que faz o coração (motor) de um carro pulsar deve ser cuidado com carinho, mas algumas outras partes também devem ser tratadas com zelo, como, por exemplo, o sensível sistema de suspensão. Composta por amortecedores, molas, bandejas, pivô, terminais de direção, barras axiais e bieletas, a suspensão foi desenvolvida para absorver impactos, fazendo com que o motorista sinta de forma mínima as imperfeições do piso.

Outro ponto importante é preocupar-se com os pneus, que devem rodar com a pressão certa, geralmente discriminada no manual do automóvel. Todo pneu precisa de calibragem para manter o contato da banda de rodagem com o pavimento. Pneus em desordem pode aumentar o consumo de combustível.

Roda Center
Av. Monteiro Lobato, 859 – Centro/Macedo
Tel.: (11) 2408-0055