Por Cris Marques
Fotos: Agência E! Comunicação

Busca por uma vida mais saudável, deixar a ociosidade de lado, indicação médica, vontade de emagrecer, esculpir a silhueta… Muitos são os motivos que levam as pessoas a procurar uma atividade física e hoje as opções vão além da habitual musculação; assim, é possível procurar aquela que mais agrada e viver esse novo estilo de vida de uma forma mais dinâmica e, principalmente, prazerosa. E é dentro dessa nova gama de possibilidades que surge o balé fitness: modalidade criada há mais de 20 anos com aulas diferenciadas, que trabalham todo o corpo por meio dos movimentos do balé clássico.

Bale2“A prática mescla as posições dos pés e braços das bailarinas e exercícios técnicos básicos, como pliés, tendus, jetés e grand battements, com treinamentos específicos do fitness: agachamentos, abdominais e flexões. Além de trabalhar na barra e no centro da sala, utilizamos o chão e alguns materiais alternativos como bolas de borracha e thera bands [faixas elásticas]”, afirma Flávia Maria Bicudo Medeiros Planas, professora de educação física e dança e proprietária do estúdio que leva seu nome.

Ela explica que, além de divertida e motivadora, a alternativa tem alto gasto calórico e trabalha o corpo todo, tornando-o harmônico e longilíneo como o de uma dançarina e, por isso mesmo, tem feito sucesso entre diversas famosas. “Os benefícios são os mesmos de uma aula de dança: fortalecimento muscular, flexibilidade, alinhamento corporal, condicionamento cardiorrespiratório, memorização, equilíbrio e queima de gordura”.

 

Gosto pela dança

Alessandra dos Santos Milagre Semensato (foto abaixo), agente de administração no Ipref (Instituto de Previdência dos Funcionários Públicos Municipais de Guarulhos), começou neste ano a praticar o balé fitness e escolheu a atividade justamente pela presença de movimentos de dança. “Desde a minha adolescência, gosto de dançar; inclusive já tinha feito jazz, mas estava há um bom tempo parada e com um peso que não estava me fazendo feliz. Então resolvi que precisava emagrecer. Acho balé lindo demais, mas por causa de meu corpo não me sentia à vontade de tentar a modalidade clássica, então essa foi minha opção. Sei que malhação, por exemplo, é importante, mas na minha concepção é algo mais solitário. Eu gosto do coletivo e da dança e poder aliar a isso um exercício é muito mais gostoso”.

Apesar das dificuldades iniciais, a funcionária pública insistiu e hoje vê os resultados na balança e no bem-estar que conquistou com a prática. “No começo, qualquer atividade física é difícil. Sentia dores, achava que não me encaixava, contudo o ambiente do estúdio da Flávia é muito agradável e acolhedor; então, independente de idade e/ou forma física, me sinto muito bem lá e também indico, principalmente para quem pensa que é moleza, o que, definitivamente, não é”.

Bale3

 

Para apostar na sapatilha

Indicado para qualquer pessoa acima dos 14 anos e com a saúde em dia para a realização de exercícios físicos, a prática não exige nenhuma noção de balé clássico e é muito democrática. É o que garante a professora do Studio de Dança Flávia Medeiros. “A aula é indicada para qualquer um que admire esta arte e queira ficar com o corpo em forma, sem ter a necessidade de se dedicar a grande quantidade de ensaios que os bailarinos precisam”. Ah, e nem precisa de tutus, coques e afins. “Basta uma roupa confortável, como as usadas para fazer ginástica, e sapatilhas. Agora, se a aluna quiser variar o look para se sentir mais bailarina, pode optar também pelo uso do collant (body)”.

Gostou da ideia? Flávia recomenda a procura por uma boa escola ou academia e também a participação em uma aula experimental. “Para driblar a correria e o cansaço do dia a dia, necessitamos de atividades dinâmicas, interessantes e que nos mantenham motivados, como o balé fitness. Com disciplina e dedicação, é possível ver os resultados em pouco tempo”, finaliza ela, que garante duas turmas da modalidade para 2016: a noturna, da qual Alessandra faz parte, e uma nova no período da tarde.

Bale4

 

» Studio de Dança Flávia Medeiros
Avenida João Bernardo Medeiros, 132 – sala 1, Jardim Bom Clima.
Tel.: 4372-3741 / 98303-4423

 

Quer ler outras matérias desta edição da Revista Weekend? Acesse!