R$ 1 trilhão de impostos em 2015! É mole?

Aparentemente, a carga tributária só pressiona as empresas. Ledo engano: em tudo que os cidadãos compram, impostos estão fazendo com que os produtos e serviços custem mais caro.

A soma do que os brasileiros pagam juntos é tão elevada, que na próxima segunda-feira, 29, o Impostômetro da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) ultrapassará a marca de R$ 1 trilhão de tributos pagos desde o começo do ano.

Para chamar a atenção dos contribuintes sobre a excessiva carga tributária no País, a ACE Guarulhos fará a mobilização “Arraiá do Trilhão – São Pedro… Socorro! Ta chovendo imposto”. Em frente à sede da entidade, no Bom Clima, haverá distribuição de pipoca, música típica de festa junina e um casal dançando quadrilha. “Nós não somos contra a cobrança de impostos. O governo precisa de recursos para cumprir suas funções e a forma de obtê-los é com a tributação”, explicou o presidente da ACE-Guarulhos, Jorge Taiar. “O problema é o quanto se arrecada e como se gastam os recursos.”

No prédio da ACE, há o painel do Impostômetro de Guarulhos, mas na segunda-feira, ele divulgará simultaneamente os valores de impostos pagos no Brasil e na cidade.

Está previsto que a marca de R$ 1 trilhão do Impostômetro será alcançada próximo das 12h20. Em 2014, esse valor só foi registrado no dia 10 de julho, o que demonstra como a carga tributária não para de subir.

“Precisamos nos unir nesta luta por uma tributação mais justa e equânime”, afirmou Alencar Burti, presidente da Facesp (Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo).