Campanha Doe Amor arrecada cabelo de 114 pessoas no Ceresi

Nesta segunda-feira (25), em comemoração ao mês da mulher, o Centro de Referência à Saúde do Idoso (Ceresi) recebeu voluntários do Instituto Amor em Mechas (IAM) para a realização da campanha Doe Amor, que tem por objetivo arrecadar cabelos para confecção de perucas a pacientes em tratamento quimioterápico ou com alopecia, além de bijuterias, lenços e maquiagem. A iniciativa foi um sucesso e a quantidade de público que abraçou a causa surpreendeu: cerca de 400 pessoas contribuíram com a doação de algum item e outras 114 doaram cabelos.

Uma delas foi a Carla Lopes Ribeiro, de 31 anos que há quase cinco anos não cortava o cabelo. “Estava esperando o momento certo para me desapegar de minhas mechas por uma causa nobre”, explicou. Ela, que na Campanha do Outubro Rosa de 2014 (mês dedicado à saúde da mulher com ênfase na prevenção do câncer de mama) descobriu um carcinoma no seio, disse que na época recebeu a notícia como uma sentença de morte. “Mas a nossa cabeça ajuda em 95% do tratamento. Quando você acredita que vai dar certo, você passa por isso e não se entrega”, falou.

Carla contou que o cabelo dela caiu na primeira das 16 sessões de quimioterapia que realizou. “O cabelo é o menor dos problemas, mas na hora é um baque, porque a gente é mulher, é feminina. Mas nosso feminismo é ter força pra lutar e estar aqui para falar que vai passar e passa, de forma muito rápida. É um ensinamento que Deus colocou na minha vida e que me conforta estar aqui doando meu cabelo e dar esse testemunho a vocês”, falou emocionada.

Campanha:

Além de arrecadar cabelos para confecção de perucas e os demais itens, o Instituto Amor em Mechas ainda disponibilizou uma podóloga que realizou massagem nos pés dos doadores, os quais ganharam certificado de agradecimento pelo gesto de amor e solidariedade. Na ocasião, também foi ministrada palestra sobre o câncer de mama e sobre a história do Instituto Amor em Mechas.  

A gerente do Ceresi, Viviane Gonçalves Alves, comemorou o resultado e já pensa em realizar outra campanha como essa na programação do Outubro Rosa deste ano. “Foi um momento emocionante, muitas pessoas procuraram o Ceresi para participar, contando suas histórias e dando sua contribuição. Então, já estou conversando com a presidente do Instituto Amor em Mechas para repetir essa ação em outubro”, disse.

 No site do Instituto (www.amoremmechas.com) as pessoas interessadas encontram orientações para doar as mechas já cortadas. Os cabelos devem estar limpos e secos para que sejam doados e não há restrições: pode haver química.