Câncer de mama: não só em humanos

Por Talita Ramos

O câncer de mama atinge não só os seres humanos, mas também todos os mamíferos – o que levanta um alerta para quem tem bichos de estimação. Animais domésticos como cadelas, gatas e ratas, são algumas das principais espécies afetadas pela doença.  Alguns fatores de risco podem elevar as chances de um animal desenvolver o câncer como, por exemplo, o uso de meios contraceptivos (injeções de hormônio utilizadas para não engravidar, comumente utilizadas em cadelas e gatas não castradas). Os principais sintomas da doença em animais são: dores, inchaço ou aumento das mamas; presença de secreções (cadelas que tem gravidez psicológica com frequência) e caroços na região mamária ou próximo a ela. Para identificar o problema é necessária uma palpação de toda a cadeia das mamas, que deve ser feita minuciosamente por um veterinário. A castração antes do primeiro cio pode diminuir as chances de desenvolvimento de tumores de mama em até 89% para cadelas e em 95% para gatas. Os donos também podem averiguar se há sinais de nódulos em seus bichos. “No momento em que o animal estiver relaxado em casa, sempre que possível, deve-se aproveitar e investigar se há pequenas bolinhas (nódulos) ou algo anormal no animal”, afirma a médica veterinária Gisele Francine da Silva.