Cavani marca e Uruguai se classifica como primeiro do Grupo C na Copa América

Copa América Brasil 2019: Chile 0 X 1 Uruguai; gol de Cavani, no Maracanã (RJ)

Com um gol do atacante Cavani, o Uruguai derrotou o Chile por 1 a 0 e se classificou como primeiro colocado do Grupo C da Copa América. Assim, os uruguaios enfrentam nas quartas de final o Peru, enquanto os chilenos terão a Colômbia pela frente.

No jogo no Estádio do Maracanã, que recebeu um ótimo público (57.442 presentes), as duas equipes começaram a partida em ritmo cadenciado, com respeito mútuo e em busca de uma boa chance de finalizar. O Chile mantinha mais a posse de bola, enquanto o Uruguai permanecia com as linhas atrasadas esperando uma boa oportunidade de contra-atacar.

A primeira boa chance saiu aos 10 minutos, quando o atacante Alexis Sánchez tocou de letra para o meia Aránguiz, que acertou uma pancada da entrada da área para defesa de Arias.

Aos 18 minutos, é a vez de o Uruguai finalizar com perigo. Após confusão na área do Chile, Suárez toca para Arrascaeta, que solta uma bomba para fora.

Três minutos depois, a seleção uruguaia teve uma chance claríssima de abrir o marcador. Suárez se livra de um zagueiro e do goleiro, mas fica sem ângulo. Mas, em vez de tocar para Arrascaeta, que pedia livre no meio da área, chuta em cima do goleiro Arias.

O jogo é aberto, com chances de lado a lado a todo momento.

Aos 38 minutos, Aránguiz avança pela ponta direita e cruza forte para Pablo Hernández, que não consegue cabecear bem a bola.

Aos 42 minutos, o Uruguai responde com uma cabeçada perigosa de Cáceres após cobrança de escanteio de Arrascaeta. Mas a igualdade no placar se manteve até o intervalo.

Gol de Cavani

No início do segundo tempo, o Uruguai teve a primeira chance, com Godín após cobrança de escanteio aos 2 minutos.

Um minuto depois, o Chile responde com Alexis Sánchez, que chuta forte da entrada da área.

Aos 14 minutos, o Uruguai novamente chegou com perigo. Suárez divide com a zaga chilena, ganha na disputa de corpo e cruza para Arrascaeta, que finaliza de primeira para defesa de Arias.

Aos 23 minutos, é o Chile que tem uma oportunidade muito clara. Opazo consegue cruzar para cabeçada de Díaz. Mas Giménez tira a bola em cima da linha. Uma intervenção importante do zagueiro.

E, quando o jogo parecia caminhar para um empate sem gols, o artilheiro Cavani decide a partida com um gol aos 36 minutos. Jonathan Rodríguez recebe na ponta esquerda e cruza na medida para o camisa 21 do Uruguai, que, com muita categoria, cabeceia para vencer o goleiro Arias.

O Chile não se entrega e continua buscando o gol do empate que lhe garantiria a primeira posição do grupo. Assim, três minutos depois, Alexis Sánchez recebe na área do Uruguai e chuta com força para defesa de Muslera. Mas, a partir de então, o Uruguai se segura até o apito final. E assim garante a primeira posição do grupo.

Com os resultados de hoje, foi definido o adversário do Brasil nas quartas de final. Será o Paraguai. O jogo será na próxima quinta-feira (27), às 21h30 (horário de Brasília), na Arena do Grêmio.

Ficha técnica:

CHILE 0 X 1 URUGUAI

Competição: Copa América (3ª rodada – Grupo C).

Local: Maracanã, Rio de Janeiro.

Juiz: Raphael Claus (Brasil).

Chile: Arias; Paulo Díaz, Medel (Lichnovsky), Jara (Castillo) e Maripán; Opazo, Pablo Hernández, Pulgar e Aránguiz; Vargas (Junior Fernandes) e Alexis Sánchez. Técnico: Reinaldo Rueda.

Uruguai: Muslera; Cáceres, Giménez, Godin e Giovanni González; Valverde (Coates), Bentancur, Arrascaeta (Jonathan Rodríguez) e Lodeiro (Nández); Luis Suárez e Cavani. Técnico: Óscar Tabárez.

Gols: No segundo tempo: Cavani (36).

Japão e Equador empatam e dão adeus à Copa

Japão e Equador empataram em 1 a 1 no estádio do Mineirão em jogo válido pela terceira rodada do grupo C da Copa América. Com o resultado, as duas equipes acabaram desclassificadas da competição. O estádio mineiro recebeu hoje (24) o menor público presente em todos os jogos do campeonato – 9.729 torcedores.

O Japão abriu o placar aos 14 minutos. Okazaki recebeu, Domínguez saiu de carrinho pra cortar, mas a bola caiu no pé de Nakajima, que bateu para o gol vazio. O juiz chegou a anular o gol ao apontar impedimento do ataque japonês, mas o VAR (árbitro de vídeo) entrou em ação para informar que o lance foi normal.

Com a desvantagem no marcador, o Equador passou a criar chances. Em um dos lances, aos 22 minutos, atacantes pressionaram a saída de bola do Japão, Mena recuperou a bola e tocou para Enner Valencia que chutou. A bola, entretanto, foi defendida por Kawashima.

Após muita insistência, a equipe equatoriana chegou ao empate aos 34 minutos. A bola foi levantada na área do Japão, Mina tocou de peito para Arboleda, que chutou. Mais uma vez, defesa de Kawashima. Mas a bola sobrou para Mena na pequena área, que tocou livre para o fundo do gol.

Já no segundo tempo, a primeira chance clara de gol veio apenas aos 20 minutos. Nakajima cruzou para o zagueiro N. Ueda que, dentro da área, cabeceou, mas Domínguez defendeu.

Aos 31 minutos, foi a vez de o Equador chegar com perigo. Velasco recebeu a bola na intermediária e chutou forte – pra fora.

Adversário do Brasil

Com os resultados dos jogos de hoje, foi definido o adversário do Brasil nas quartas de final: Paraguai. A partida acontece na próxima quinta-feira (27), às 21h30 (horário de Brasília), na Arena do Grêmio.

Ficha técnica:

EQUADOR 1 X 1 JAPÃO

Competição: Copa América (3ª rodada – Grupo C)

Local: Mineirão, Belo Horizonte.

Juiz: Jesús Valenzuela (Venezuela).

Equador: Domínguez; Velasco, Mina, Arboleda e Cristian Ramírez; Gruezo, Orejuela, Jhegson Méndez (Preciado), Mena (Chicaiza) e Romario Ibarra (Antonio Valencia); Enner Valencia. T: Hernán Gomez.

Japão: Kawashima; Iwata, N. Ueda, Tomiyasu e Sugioka; Shibasaki, Itakura (Maeda), Miyoshi (Abe) e Nakajima; Kubo e Okazaki (A. Ueda). T: Hajime Moriyasu.

Gols: No 1º tempo: Nakajima (14) e Mena (34).

*Com informações de Fábio Lisboa, jornalista e comentarista esportivo dos programas da TV Brasil StadiumNo Mundo da Bola, via Agência Brasil