Clube de assinaturas

Matéria Clube de assinaturas | Click Guarulhos

Por Cris Marques
Fotos Arquivo pessoal,
banco de imagens e divulgação

Ao pensar nas facilidades que uma compra via internet pode oferecer, com certeza a entrega na comodidade do lar ocupa um bom espaço dentre as opções imaginadas. Além disso, também entram nessa lista o fato de não ter que se locomover, pegar trânsito, enfrentar filas e ainda a possibilidade de escolher entre uma gama infinitamente maior de lojas e produtos. Mas e se fosse possível ir além e, em vez de escolher apenas um produto específico, optar por um nicho e não se preocupar nem com o que colocar dentro do carrinho, recebendo essas encomendas periodicamente em casa? Pois isso já é realidade com os clubes de assinatura. A ideia, que nasceu nos Estados Unidos, ganhou força por aqui aproveitando a ebulição do mercado online – um filão em crescente expansão no País – e, assim, de uns quatro anos para cá, muitos clubes surgiram no mercado.

Gabriel Ribeiro, CEO na Bistro Box e fundador da Associação Brasileira dos Clubes de Assinatura conta que, apesar de funcionar de forma semelhante a um delivery, esse tipo de serviço e seus benefícios vão além. “É uma experiência composta não apenas pela mercadoria em si, mas também informação, dicas de uso e benefícios. […] Alguns clubes são mais voltados para a praticidade e outros um pouco mais para a curadoria, envolvendo pesquisa para a seleção dos melhores produtos, lançamentos exclusivos e itens que nem sequer são vendidos no Brasil. Na maior parte deles, você não escolhe o que fará parte da sua entrega. O não saber é um dos elementos mais importantes. É como se fosse um presente que você compra para você mesmo. E presente, para ser legal, tem que ser surpresa” garante.

Clubes unidos e organizados

Após alguns meses na gestão de seu clube de assinatura, Gabriel Ribeiro percebeu que faltava uma organização para difundir essa cultura no Brasil, tanto entre os consumidores pessoa física, quanto para as empresas, que podem usar esse serviço como plataforma de divulgação. “A Associação Brasileira dos Clubes de Assinatura nasceu para o apoio e a troca de experiências. Afinal, essa gestão não é simples, é um modelo bem diferente do e-commerce tradicional. Quem trabalha com isso tem que ter atenção especial com a logística, retenção de clientes, produção de conteúdo, sistema de pagamentos, marketing digital e a construção de parcerias.” Ele também acrescenta que, apesar do boom, ainda existe espaço para o surgimento de novas empresas. “Existem muitos nichos não explorados. Vale a pena o empreendedor olhar suas paixões e ver se algum clube já atua naquela área.” Para os interessados em investir nessa área, existe um espaço especial para o cadastramento.

atéria Clube de assinaturas | Click GuarulhosInformação e troca

Uma das motivações que levaram Karin Saavedra a fundar o Clube MamãeBox, em 2013, foi a oportunidade de criar, por meio desse serviço, uma plataforma de experimentação e informação materno-infantil. “A pessoa assina um plano, que pode ser mensal, trimestral ou semestral, recebendo em sua caixinha produtos e serviços para experimentar, degustar e saber o que funciona ou não. É uma possibilidade de testar, antes de decidir pelo consumo. Mais do que apenas produtos, os clientes também têm acesso a descontos e benefícios na rede de parceiros e no Clube”, conta a CEO e mãe da pequena Karina.

Segundo ela, além do Mamãebox ter sido o primeiro no Brasil focado nesse público – da gestação aos 6 anos – ele também é uma mídia especializada, um canal de informação e comunicação. “Eu sou mãe e sei das necessidades da primeira infância. Testei este modelo de ‘experimentação’ assim que tive minha filha e funcionou comigo. Também sou assinante de alguns clubes e amo receber as novidades diretamente na minha casa. Nós mães estamos sempre em busca de informação, queremos saber o que o mercado tem a oferecer, criar e inovar nas brincadeiras, na hora da leitura, no banho e até durante as refeições. O clube ajuda e supre essa necessidade”, completa a empresária.

atéria Clube de assinaturas | Click GuarulhosAssinatura para eles

Carlos Eduardo Manssur e Diogo Vernier dos Santos tiveram uma ideia diferente após uma conversa informal, em 2012. O assunto? O fato de os homens não gostarem de comprar certos itens, como meias e cuecas, desodorantes, xampús, lâminas de barbear e, até mesmo, camisinhas. Foi assim que surgiu o clube de assinaturas Rabixo, baseado na solução americana Menpacks. Dalton Kawazu, empresário e um dos sócios da empresa conta que a assinatura do serviço é bastante simples, bastando para o cliente escolher seu pacote com os produtos e as quantidades desejadas. “O primeiro kit é enviado imediatamente e os próximos de três em três meses. Vale ressaltar que nós sempre enviamos um e-mail uma semana antes da entrega do próximo kit para aqueles que desejam efetuar alterações no pacote escolhido”. Segundo ele, outra possibilidade é o pedido dos kits de emergência – envio extra dentro do período trimestral.

Além do serviço flexível e customizável e da comodidade e praticidade, outro ponto forte é o valor. “Nosso ticket médio é de R$ 100, porém os assinantes podem montar kits com qualquer valor. Também oferecemos frete gratuito para os pedidos acima de R$ 70, para diversas cidades. […] Nós sempre subsidiamos parte do frete fazendo com que ele se torne gratuito ou muito barato, na maioria dos casos”, explica Dalton. Para o futuro, a empresa que hoje já tem uma base de aproximadamente dois mil assinantes e está em uma constante ascensão, pretende se consolidar definitivamente no mercado, almejando um faturamento anual acima de um milhão de reais.

Matéria Clube de assinaturas | Click GuarulhosCuradoria de sommelier

Um dos maiores diferenciais do Clubeer, clube de assinaturas de cervejas especiais, é a assistência de seus sommeliers. É o que explica sua diretora administrativa Cristiana Fróes Ficoni Bratt. “Cerveja, além de ser um produto ligado à cultura de nosso país, é algo que vem ganhando força no mundo todo. E esse mercado apresenta uma variação quase infinita de combinações de ingredientes, resultando em centenas de estilos, aromas e sabores. No clube, oferecemos uma curadoria realmente profissional. Nossa equipe escolhe o que há de melhor, garantindo assim a satisfação do cliente. […] Também tem a questão financeira, pois devido às nossas parcerias e a compra de um grande volume, conseguimos negociar boas condições e levamos isso ao associado.”

No site, existem duas opções de kits mensais: o Gambrinus (R$ 78,90/mês), composto pela seleção de quatro rótulos artesanais, e o Ninkasi (R$ 118,90/mês), com duas garrafas de cervejas mais complexas e de estilos mais exóticos, indicado para associados que já estejam no meio cervejeiro. “Fora a bebida, os kits acompanham material gráfico necessário para que o associado tenha uma experiência ainda mais completa. Com guia cervejeiro e dicas de harmonização, degustação, copos e serviços, os cartões técnicos de cada cerveja, bolachas colecionáveis, cartão de boas-vindas e mensagem para presente, quando selecionada esta opção.” Entre os benefícios também estão eventos exclusivos, cupons para a loja virtual e descontos especiais em vários estabelecimentos (cervejeiros ou não).

atéria Clube de assinaturas | Click GuarulhosCom a palavra quem testou

Juliana Sena, consultora de estilo pessoal e blogueira do El Ropero, assinou durante seis meses o clube de assinaturas de produtos femininos de beleza Glambox, por indicação de suas amigas do trabalho que tinham adorado a experiência. Mensalmente, ela recebia uma encomenda com diversos produtos, entre eles maquiagens, xampús e cremes, parte no tamanho normal (full size) e outros em miniatura ou no formato de amostra. “É bem divertido receber aquela caixinha recheada de coisas. No começo achei bem legal, mas, no terceiro mês, já sabia que não renovaria a assinatura. Começaram a chegar produtos em cores que não me agradavam e marcas que também não curtia muito.” Para ela, esse foi um dos pontos fracos da assinatura, aliado ao recebimento de amostra grátis ou sachês e a quantidade acumulada de coisas sem usar. “No meu caso, eu tinha por que assinar, pois tenho um blog e faço resenhas de produtos. Era interessante de alguma maneira. Mas temos que levar em consideração se usaremos tudo e ter ciência que nem sempre será do nosso agrado.”

atéria Clube de assinaturas | Click GuarulhosJá Pedro Lacerda Lopes, editor de vídeo freelancer da Jabuticabeira Produções, optou por um clube para “alimentar” sua paixão por vinhos. “Escolhi um clube de assinaturas pela regularidade com que eu receberia os produtos e o acesso a rótulos exclusivos ou difíceis de encontrar. Beber vinho é um hábito que exige dedicação e estudo, o fato de receber as garrafas automaticamente todo mês é um incentivo para que eu sempre leia sobre o assunto e busque novos conhecimentos e experiências.” Todo mês, ele recebe duas garrafas da bebida pelo clube de vinhos Wine, além de uma revista própria da empresa sobre a seleção daquele mês e outras matérias.

Entrando para o clube

Assim como na aquisição de qualquer tipo de serviço, é preciso ter atenção na hora de escolher quem ganhará a sua assinatura. As regras principais são as mesmas de qualquer compra pela internet: procurar por uma empresa idônea e/ou que seja indicada por pessoas conhecidas, optar por domínios que possuam conexão segura (o famoso https) e preferencialmente, sejam certificados. Além disso, também é ideal verificar se o site apresenta informações importantes como razão social, CNPJ, endereço físico e telefone de contato e pesquisar na web sobre sua reputação. Em caso de dúvidas, Gabriel Ribeiro sugere que primeiro sejam selecionados os segmentos que mais agradam. Depois, o clube que tenha uma proposta de valor mais vantajosa, considerando os produtos entregues e os serviços oferecidos.

Juliana Sena acredita que, a princípio, o legal seja testar a assinatura em conjunto com outras pessoas. “A dica que dou é assinar com uma amiga, com alguém da mesma casa ou até um parente próximo, assim dá para dividir os produtos e o valor da mensalidade.” Já a orientação de Pedro Lacerda é sobre aproveitar outras vantagens oferecidas. “Fique atento aos programas de indicação de amigos, geralmente esses sites oferecem bons benefícios, portanto se você tem alguém que já pertença ao clube peça pra ele te indicar. No caso da Wine fui indicado por um amigo e ambos ganhamos R$50 para gastar no site como quiséssemos”, finaliza ele.

Escolha o seu