Coluna do Carleto – 01.02.2019

Árvore de grande porte desabou sobre a Pick Up e matou o motorista - Foto: Valdir Carleto/Click Guarulhos

ÁRVORES CAINDO

As fortes chuvas que da terça-feira provocaram a queda de diversas grandes árvores. Em frente ao Ciesp, na rua Uruaçu, Jardim Pinhal, duas árvores caíram e uma delas atingiu a cabine de uma picape, causando a morte do motorista Eduardo Gomes da Silva, de apenas 44 anos. Ele passava pelo local, em serviço.

ESPÉCIE INDEVIDA

O secretário do Meio Ambiente, Abdo Mazloum, acompanhou o trabalho dos bombeiros. Comentou que a espécie Ficus não é adequada para calçadas, por atingirem grande porte mas não terem raízes profundas. Foi possível ver que, de fato, as raízes estavam apenas na superfície. Ele sugere uma campanha de esclarecimento da população, pois outras árvores desse tipo precisam ser removidas e, sempre que a Sema retira alguma, as pessoas se queixam, como se estivesse sendo cometido algo errado, quando, na verdade, trata-se de prevenção.

BMW DANIFICADO

Outro Ficus caiu sobre o porta-malas de um automóvel BMW que estava estacionado na praça Norival Reis Laranjeira, Jardim São Roberto, local vizinho do Jardim Pinhal. Nesse caso, o prejuízo foi apenas financeiro, pois, felizmente, não houve vítimas.

TETO DE POSTO DESABOU

Outro acidente decorrente das chuvas foi em um posto de combustíveis na rua Anthon Philips, vizinho à via Dutra. Um carro foi atingido; não houve vítimas.

INTERNET DAS UBSs DESABOU

Quem também andou caindo nos últimos foi a rede de computadores nas Unidades Básicas de Saúde e em outros serviços e repartições da Secretaria da Saúde. Com isso, muitos usuários queixaram-se de que não conseguiam marcar consultas e ficavam horas esperando uma solução, sem êxito. A região de Pimentas/Bonsucesso foi a que mais reclamou, mas houve problemas também em áreas próximas do Centro. Serviços burocráticos ficaram acumulados. Nesta sexta, a internet começou a voltar, pelo menos na região central.

RESPOSTA DA SECRETARIA DA SAÚDE

“Com relação à conectividade de algumas UBS, a Secretaria de Saúde reitera que tem empreendido todos os esforços para solucionar o problema o mais breve possível, sendo que nesta sexta-feira (1º) o sistema já foi restabelecido em algumas delas, e assim gradativamente. Os motivos das intermitências se devem a vários fatores; principalmente, por atos de vandalismo com o corte de cabos de fibra óptica, além de outros, como as chuvas fortes com raios das últimas semanas, que têm provocado a queima de alguns equipamentos.”

“O POVO RECLAMA, MAS NÃO COLABORA”

A gerente de uma UBS enviou comentário “inbox” para o Click, informando que, ainda que precariamente, o atendimento não foi interrompido por falta de sistema; só não estaria sendo possível marcar consultas on-line. A causa teria sido o furto de cabos. Segundo ela, parte dos problemas da área da saúde se deve ao comportamento dos próprios usuários. “O povo reclama, mas não colabora. Tem mês que o número de pessoas que marca consulta e não comparece chega a 30%. Tem usuário que se recusa a ir a consulta com especialista se for muito cedo ou se for em lugar distante. Fazemos o que podemos, mas as pessoas poderiam colaborar mais. Todas as UBS estão atendendo acima da capacidade, porque muita gente perdeu o plano de saúde”, argumentou.

SEGURANDO A CHUVA

A Assessoria de Imprensa da Fundação Cacique Cobra Coral, que tem raízes em Guarulhos, informa que, prestando serviços ao Ministério de Minas e Energia desde 1986, conseguiu fazer com que fossem evitadas as fortes chuvas que estavam previstas nos boletins meteorológicos para o dia 26 na região de Brumadinho (MG), nos quais constava alerta amarelo. O assessor de relações governamentais, Osmar Santos, relata que ontem o bloqueio se rompeu, que para os próximos dias se prevê a ocorrência de chuva forte e que a entidade foi novamente acionada para agir, pois é crucial para que sejam colocadas barreiras no rio Paraopeba, visando impedir que rejeitos atinjam o rio São Francisco.

FAKE NEWS

Márcio Mascarenhas, dono da pousada, faleceu na tragédia
Sergio Cursino, jornalista, professor da UFRJ, continua bem vivo

Nesta semana, voltou a circular fortemente nas redes sociais notícia falsa sobre um carro que teria sido roubado com uma criança dentro; a original tem mais de um ano. No WhatsApp está correndo um vídeo com o jornalista Sérgio Cursino, atribuindo-a indevidamente ao dono da pousada de Brumadinho, vitimada pela tragédia com a barragem da Vale. Embora realmente parecido com o verdadeiro dono, Márcio Mascarenhas, de 74 anos, que morreu junto com a esposa, Cleosane Coelho Mascarenhas e o filho, Marcio Coelho Barbosa Mascarenhas. Cursino, professor da UFRJ, continua bem vivo, felizmente, divulgando belas e verdadeiras mensagens.