Coluna do Carleto – 07.09.2018

Reprodução da coluna do jornalista Valdir Carleto, publicada na Folha Metropolitana de 07.09.2018

O MITO LIDERA
O Ibope divulgou na quarta-feira, 5, a primeira pesquisa nacional de intenções de voto para a Presidência da República depois do início do horário eleitoral gratuito. O deputado Jair Bolsonaro mantém liderança folgada no cenário sem Lula. Enquanto ostenta 22%, os que mais se aproximam dele, Marina e Ciro, chegam a apenas 12%. Alckmin teria 9%; Haddad, nome do PT em lugar de Lula, 6%; Álvaro Dias e Amoêdo, 3%; Meirelles, 2%; Boulos, Vera e Goulart Filho, 1%; os outros nem pontuaram.

O MITO EM PERIGO
Pelos números do Ibope, Bolsonaro está, no entanto, muito distante de ganhar no primeiro turno como apregoou nestes dias. A soma dos outros candidatos ultrapassa em muito o índice obtido por ele. Há de se considerar, também, o alto índice de rejeição, 44%, muito superior ao de todos os demais. Essa rejeição serve para explicar por que, nos eventuais cenários de segundo turno, ele perderia para praticamente todos os oponentes; apenas Marina aparece praticamente empatada com Bolsonaro.

FORA DE PERIGO
Ao encerrar a redação da coluna, soube do esfaqueamento sofrido por Bolsonaro em Minas Gerais. Pelas informações obtidas, estaria fora de perigo.

TEXTO EDITADO: Notícias na noite deste sábado, dia 8, reforçam a boa recuperação do candidato. Por recomendação médica, ficou sentado por meia hora e caminhou por alguns minutos. Essa movimentação é importante para a normalização do funcionamento do intestino.
O autor do atentado teve a prisão preventiva decretada e foi transferido para um presídio de segurança máxima, em Campo Grande (MS).
Nas redes sociais, apoiadores de Bolsonaro e críticos de sua candidatura trocaram farpas e ofensas.

PREVISÃO É CHUTE
Pela pesquisa, embora falte um mês para a eleição, é difícil que o deputado fluminense fique fora do segundo turno. O grande embate que se travará no primeiro turno deve ser entre quem estará em condições de disputar com ele depois. A situação dos demais é tão próxima, que qualquer previsão seria mero chute.

AINDA ASSIM…
Arrisco dizer que praticamente todos os demais candidatos irão crescer, conquistando votos dos indecisos e dos que cogitam agora anular ou deixar em branco, à medida em que puderem expor suas ideias e propostas no horário eleitoral, em debates e
entrevistas, bem como no contato direto com o eleitorado. Já Bolsonaro tende a estacionar ou a crescer pouco, pois é sobejamente conhecido, tem tido grande exposição na mídia e o público que aprova as ideias que defende já cristalizou a preferência por ele.

A CONSIDERAR
Um fator que pode pesar na mudança desses números é a situação dos parceiros de cada candidato nos estados. Outro é a capacidade de utilizar as redes sociais para contrapor ao maior tempo de TV e rádio no horário eleitoral.

CHICLETE
Dos jingles das campanhas presidenciais, a do PT é a que mais fica grudada na mente do eleitor. Pode ter efeito subliminar.

CHURROS NO CENTRO
Não se sabe de quem foi a atitude sensata, mas o Festival de Churros que seria realizado sobre a laje do piscinão da Vila Galvão, de 13 a 16/9, foi transferido para a praça IV Centenário no Centro.