Coluna do Carleto 08.02.2019

A averiguar

Frequentadores da Academia Blue Fit, da avenida Brigadeiro Faria Lima, Cocaia, estão apreensivos por causa da água que escorre pelo paredão do estacionamento, no subsolo do prédio de dois andares, construído a poucos metros da margem do córrego que é paralelo à avenida.

Onde mora o perigo

A água que verte do paredão, como se vê no vídeo, corre para uma parte do estacionamento que não tem calçamento. Teme-se que essa água infiltrando no terreno enfraqueça a fundação e coloque o prédio em risco.

Tremedeira

Alunos relatam que sentem o prédio vibrar quando estão deitados fazendo alongamento.

Nos fundos

Olhando pelos fundos, também é preocupante. O muro do imóvel vizinho foi tragado pelo córrego. O que garante que as colunas do prédio da academia não correm risco?

Tem licença?

Enviei questionamento sobre a existência de Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros e de licença de funcionamento, bem como de quais providências podem ser tomadas para garantir a segurança dos frequentadores.

Blue Fit responde

Segundo a supervisão da Unidade Guarulhos, todas as medidas necessárias estão sendo tomadas junto ao proprietário do imóvel para sanar os problemas de infiltração de água pela parte da frente do prédio. Quanto às licenças, a fonte informa que detém toda a documentação necessária, obtida após cumpridas todas as exigências.

Resposta da Prefeitura (texto editado em 12.02, às 12h09)

Respondendo a questionamentos enviados pelo Click Guarulhos, a respeito das suspeitas levantadas por frequentadores da Academia BlueFit, na avenida Brigadeiro Faria Lima, Cocaia, a Assessoria de Imprensa da Prefeitura respondeu:

“A Secretaria de Desenvolvimento Urbano informa que o estabelecimento BlueFit possui Licença de funcionamento e Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB).
Foi verificado, em vistoria, que a edificação não possui risco iminente. Entretanto, o proprietário do local receberá Notificação Preliminar para que o problema de infiltração seja sanado, assim como demais reparos necessários sejam realizados.”

O portal está enviando novas indagações à SDU, sobre o espaço existente entre a construção e o córrego que passa nos fundos da edificação.

Meu mundo caiu

Foi assim que se sentiram moradores do Jardim Santa Emília, diante do afundamento de via pública no bairro, afetando o abastecimento de água de 30 mil pessoas. Felizmente, a Sabesp agiu rápido e restabeleceu o fornecimento na quinta-feira.

Evolução

As instalações atuais do 1o. e do 3o. Cartório de Notas de Guarulhos, respectivamente na praça Getúlio Vargas e na rua Luiz Faccini, evoluíram, comparando com os endereços anteriores. O 1o.  Registro de Imóveis, na rua Dona Olinda de Albuquerque, também está bem instalado. Nesses três locais, é compatível o espaço de atendimento, há bebedouro, senhas eletrônicas e as soluções são obtidas com a possível rapidez.

Parado no tempo

Enquanto isso o Registro Civil de Pessoas Naturais, na rua Dr. Gastão Vidigal, continua na mesma situação de muitos anos atrás. As pessoas ficam em pé na fila, em um corredor apertado; os atendimentos são demorados e não há uma ordem lógica para que o interessado aguarde. Não há bebedouro e, como esse tipo de cartório não tem concorrência, sequer aceita cartão de débito; só dinheiro ou cheque, o que não é inteligente, por questões de segurança. O lado positivo é que, a exemplo dos cartórios citados na nota anterior, os atendentes são gentis e atenciosos.