Coluna do Carleto – 16.08.2019

Sem me rotular, por favor

Antes que me rotulem de comunista, esquerdista e outros “istas”, devido ao comentário da próxima nota desta coluna, deixe-me deixar claro que não sou do tipo “quanto pior, melhor”. Qualquer que seja o governo, torço para que tudo corra bem, para que as medidas tomadas sejam positivas, para a cidade, para o estado, para o país. Mas, jamais abrirei mão do direito de criticar toda e qualquer gestão, por atitudes e decisões.

Velozes e furiosos – 1

O despacho do presidente Bolsonaro de suspender o funcionamento dos radares móveis, estáticos e portáteis nas rodovias federais até vejo com certa simpatia, pois a sanha arrecadatória de entes públicos precisa ter um limite. Soa traiçoeira a presença de policiais rodoviários escondidos atrás de árvores para multar quem cometer alguma infração. Embora eu reconheça a necessidade de haver punição para quem faz estripulias no trânsito, seja nas estradas ou nas cidades.

Velozes e furiosos – 2

Porém, o presidente já anunciou que os radares fixos continuarão em operação porque o governo tem contrato com empresas que os operam. Mas que, ao final dos contratos, não pretende renová-los. Ou seja, a partir de então, os motoristas que trafegarem pelas rodovias federais poderão dirigir na velocidade que bem entenderem, pois não haverá nenhum mecanismo para aferir a velocidade praticada. Espero que ele medite e desista dessa ideia, pois isso representará aumento significativo do número de acidentes fatais ou com vítimas. Como exemplo, temos as estatísticas relativas às marginais da cidade de São Paulo, onde os acidentes cresceram desde que foi ampliada a velocidade permitida.

Nakashima x PDT – 1

Deputado estadual eleito pelo PDT – Partido Democrático Trabalhista, o guarulhense Márcio Nakashima postou comentário numa postagem da legenda no fim de semana, rebatendo críticas de que não estaria fazendo oposição ao prefeito Guti, tese defendida pelo presidente do PDT local, Armando Matos. O parlamentar deixou claro que quer desempenhar seu mandato na Assembleia Legislativa de forma independente e que, embora não esteja alinhado com a gestão municipal, recusa-se “a fazer uma oposição burra e oportunista”.

Nakashima x PDT – 2

A postagem referia-se a um encontro no qual as diretrizes para os pré-candidatos a vereadores foram expostas. Foi condicionado que quem quiser legenda para concorrer tem de estar afinado com o ideário do partido, que é contra a reforma da Previdência, e que tem de se comprometer com o projeto Ciro Gomes 2022, de concorrer à Presidência da República. Na reunião, Matos afirmou que o PDT é oposição ao governo Guti. Em resposta, Nakashima pediu para que seu nome seja retirado da lista dos possíveis pré-candidatos à Prefeitura em 2020. Falta esclarecer se ele se recusa a ser candidato ou se cogita ir para outro partido e disputar o Bom Clima.

Pai oposição, filho no governo

Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa. Armando Matos faz oposição a Guti, mas seu filho Dalmo Matos é o coordenador da Juventude do governo municipal, aliás fazendo um trabalho de boa visibilidade.

Almeida fora do páreo

Encontrei casualmente o ex-prefeito Sebastião Almeida no lava-rápido Estação Vila Augusta, do amigo em comum Edson Baldi. Batemos um papo enquanto meu carro recebia os últimos retoques. Perguntei sobre a manifestação do deputado e ele desconversou, buscando ser elegante com o colega de partido. Indaguei se, sem Nakashima, Almeida estaria disposto a concorrer à Prefeitura. Respondeu prontamente que não. Disse que está ajudando a organizar e fortalecer o PDT em outras cidades, como Atibaia, por exemplo.

Querendo aposentar-se

Almeida comentou que está reunindo documentos dos empregos que teve na iniciativa privada, para contagem de tempo visando à aposentadoria. Perguntei se ele já não teria se aposentado como deputado. Explicou que há muito não existe a antiga mamata de aposentar-se com dois mandatos parlamentares. A contribuição dos deputados estaduais, garantiu, é recolhida ao INSS.

E o shopping de Campinas, Almeida?

“Pois é, Valdir. Alguém inventa alguma coisa, outro compartilha nas redes sociais e a notícia se espalha como se fosse verdade. Não existe o tal shopping, nada tenho a ver com shopping nenhum. Nem sei de onde tiraram essa ideia”, afirmou. Almeida relatou que sua esposa estava em um salão de cabeleireiro e uma senhora começou a falar que a família do ex-prefeito estava muito bem, citando até o tal shopping em Campinas, cuja propriedade ou participação que alguns afoitos atribuem a Almeida. Dona Lourdes pediu que a mulher informasse onde é a construção e a pessoa admitiu que apenas ouviu dizer.

O “x” da questão

Cogita-se que o ex-secretário de Finanças e depois de Governo, Peterson Ruan, venha a ocupar algum cargo na gestão estadual. Se isso acontecer, reforça-se a hipótese de que tenha se queimado por aproximar-se da possível prefeiturável Fran Corrêa.

Cobras e lagartos

Por falar nela, um de seus correligionários postou no Facebook sobre a Medalha de Mérito Mauá, com a qual o presidente Bolsonaro condecorou o deputado Eli Corrêa Filho. Seguiram-se alguns comentários elogiando a atuação parlamentar do agraciado, outros desejando êxito ao casal e, daí em diante, uma enxurrada de críticas, indagando o que Eli fez por Guarulhos, outros questionando a indenização por desapropriação de terras pelo Rodoanel e alguns até bastante agressivos e malcriados. Rede social, como diria o saudoso e lendário Vicente Matheus, é “uma faca de dois legumes”.

Racha no PT

Fiquei sabendo que o presidente estadual do PT tem dito que ainda não se sabe como, mas que o partido terá de arrumar um jeito de dar um “chega pra lá” no deputado federal Alencar, para que o candidato do partido ao Bom Clima em 2020 seja o ex-prefeito Elói Pietá. Alencar tem o comando do diretório local, mas encontra resistência às suas pretensões na sucessão municipal.