Coluna do Carleto – 22.03.2019

QUEM SE DIGNA A DAR UM JEITO NISSO?

Ao que tudo indica, a solução cabe à Prefeitura, porque o problema (foto em destaque), relatado pelo Click Guarulhos em 16 de fevereiro, é nas galerias de águas pluviais. Em frente ao número 1148 da avenida Nova América, Jardim São Paulo, surgiu um buraco estreito e profundo, no local onde havia sido feito um conserto em dezembro. Junto com vizinhos dali, experimentei pôr uma ripa de mais de dois metros no buraco e ela coube inteira. Sem ter noção de quanto está oco por baixo do asfalto, cogitamos que pudesse causar algum acidente e pusemos umas madeiras para sinalizar. Mais de um mês depois, ninguém se dignou a verificar e fazer o devido reparo; por sorte a coisa não se agravou. Ainda.

PROGUARU RESPONDE

A Gerência de Comunicação da Proguaru – Progresso e Desenvolvimento de Guarulhos S/A informou que, após vistoria na avenida Nova América, foi constatado danos em poço de visita (Galeria de Águas Pluviais), além da tampa de ferro. A empresa fará a recomposição do equipamento existente na via e demais intervenções.

FALSO MÉDICO

É incrível como ainda tem gente que cai no conto desses falsos médicos, como
Patrick Galvão Matos Ferreira, que foi preso em Guarulhos nesta semana, quando se preparava para aplicar silicone industrial em uma paciente. Trata-se de um procedimento estético, mas que requer cuidado como se fosse uma cirurgia. Como é que as pessoas se entregam nas mãos de alguém que atende em local inadequado e de quem não se tem informações seguras de sua formação? Vaidade tem preço e pode custar caro tentar economizar. Depois, nem adianta ir se queixar no Procon.

JANAÍNA X NOVO

Declarações da deputada estadual Janaína Paschoal (PSL) contra os integrantes do Partido Novo deram a entender que os quatro parlamentares teriam pretendido alguma vantagem para votar nela para a Presidência da Assembleia Legislativa. Ela concorreu com Cauê Macris (PSDB). Ele teve 70 votos e ela conseguiu os 15 de seu partido e mais um. Na verdade, ao perguntar o que eles ganhariam votando nela, raciocinaram que ela não chegaria sequer a 20 votos. Preferiram, então lançar um nome do Novo, Daniel José, que obteve apenas os quatro votos de seu partido. Assim, o Novo procurou deixar claro que não quis apoiar Macris, que fez acordo com até com o PT. O PSol lançou Mônica Seixas, que também teve quatro votos.

VOLUME DE LIXO

Um assunto que precisa ser melhor esclarecido: o limite de volume de resíduos orgânicos que pode ser recolhido como lixo residencial. Segundo o Código de Posturas de Guarulhos, Art. 158: “O lixo das habitações a ser coletado regularmente deverá apresentar-se dentro de um ou mais recipientes com capacidade máxima de 100 (cem) litros cada e em boas condições de uso.”. Não define, entretanto, quantos sacos de cem litros um mesmo local pode dispensar. Isso serve de álibi para estabelecimentos comerciais usarem a coleta domiciliar para descartar grandes volumes de lixo.

FARO FINO

Posso me enganar, pois aqui vai um mero palpite: se a eleição para prefeito fosse hoje, Guti provavelmente nem iria para o segundo turno, tal a montanha de reclamações ouvidas todos os dias contra a situação em que a cidade se encontra. Como o PT também está bem queimado, as chances maiores seriam de Fran Corrêa, mas a votação que o marido, Eli Corrêa, teve em Guarulhos em 2018 não mostra um cenário muito favorável a ela. Assim, parece-me que alguém que não seja essas figurinhas carimbadas pode surpreender. A não ser que Guti consiga reverter bem a avaliação popular sobre sua gestão. Corrijam-me se entenderem que estou errado.

E PARA VEREADOR?

Foi grande a renovação da Câmara de Guarulhos em 2016, mas a qualidade do trabalho legislativo não melhorou. Ao contrário, aliás. Puxe conversa sobre política no balcão da padaria e ouvirá adjetivos impublicáveis de pessoas das mais diversas classes sociais. O povo está “por aqui” com os políticos. Em 2020, os que aí estão que se cuidem.

MAIS UMA LISTA PARA A SABESP

O Click Guarulhos postou na quinta-feira fotos de mais 16 locais onde foram feitos consertos ou ligações pela Sabesp (ou ainda pelo Saae) e os buracos estão ali, incomodando o povo, danificando carros, tornando mais saculejante a viagem de quem está nos ônibus. Por outro lado, a qualidade dos reparos que têm sido feitos é uma lástima. Dias depois, aquele farelo já começa a se desmanchar. Quem compara o serviço de Guarulhos com o da Capital afirma que lá é bem melhor. De duas, uma: ou a Sabesp troca a terceirizada que faz tapa-buracos em Guarulhos ou ordena que passem a fazer melhor o serviço.

DEZ DIAS VAZANDO É NORMAL?

Testei na manhã desta sexta-feira o 0800-011-9911 da Sabesp, ao comunicar um grande vazamento na rua Itaiópolis, entre o Jardim Santa Cecília e Jardim São Paulo. Depois de eu cumprir a via-sacra do menu da resposta audível, de ouvir um imenso número de protocolo, a atendente me disse que essa queixa já consta no sistema desde o dia 13 e que como o prazo para conserto é de dez dias, está normal. O que é normal é a empresa de saneamento que faz campanha pela economia de água demorar dez dias para consertar um vazamento. Enviei a queixa também à Assessoria de Imprensa, que me respondeu que o reparo será feito neste sábado.

Veja no vídeo que não é pouca água.

Valdir Carleto