Coluna do Carleto – 28.09.2018

PRA TODOS OS GOSTOS
Guarulhos tem dezenas de candidatos a deputado estadual e federal. Há gente de quase todos os partidos, participantes das mais diversas coligações. Alguns já têm mandato e buscam a reeleição: Gileno (Pros) e Jorge Wilson (PRB) a estadual; Eli Corrêa Filho e Jorge Tadeu (ambos do DEM) a federal. O estadual Alencar (PT) agora pretende uma vaga na
Câmara dos Deputados. Os ex-prefeitos Elói Pietá (PT) e Almeida (PDT), além do atual presidente da Câmara Municipal, Eduardo Soltur (PSB) e o vereador Lauri (PSDB) também querem ir para Brasília. Os vereadores Edmilson Souza e Maurício Brinquinho (ambos do PT), João Dárcio (Podemos), Pastor Anistaldo (PSC); Paulo Roberto (PP); Ramos da
Padaria e Romildo (ambos do DEM) concorrem a vagas na Assembleia Legislativa.

SE É ASSIM…
Além de todos esses nomes, há muitos que disputam uma eleição pela primeira vez, que têm boas propostas, e outros que já tentaram para outros cargos e talvez mereçam uma chance de mostrar serviço. O portal Click Guarulhos postou nomes, números e propostas de todos dos quais obteve informações: Digite na busca: “Candidatos de Guarulhos a deputado”. São duas postagens; uma com os estaduais e outra com os federais.

Com tantas opções na cidade, dificilmente não haverá um que preencha os requisitos esperados pelo eleitor. Importantíssimo é ter passado limpo. Não há motivo, portanto, para anular o voto ou deixar em branco, nem mesmo para votar em quem nada tem a ver
com Guarulhos, principalmente reeleger figurões que aparecem entre os mais votados, não dependem dos guarulhenses para ganhar e nada fizeram pela cidade até agora.

EXCEÇÕES
Justificativa plausível para votar em candidatos de outros locais é apenas quando o eleitor tem alguma afinidade específica com o escolhido, geralmente ideológica, coisa cada vez mais rara nos dias de hoje.

BOM EXEMPLO
Em São José do Rio Preto, o vereador Pedro Roberto (PRP) foi relator de uma CPI que investigou a prestação de serviço de coleta de lixo naquela cidade. O relatório foi para o Ministério Público, que apresentou denúncia e o resultado é que a Justiça determinou a devolução de R$ 6,5 milhões aos cofres públicos. Estando no quarto mandato legislativo, ele é candidato a deputado federal.

CALA-TE BOCA!
Quem tem um vice como General Mourão e um filho como Carlos Bolsonaro não precisa de adversários. Falar contra 13º. salário e adicional de férias e postar sugestão de agressão física é o fim da picada.

DIA INTERNACIONAL DO IDOSO
Segunda-feira, dia 1, das 8h30 às 12h, no Adamastor, entrega do Selo de Amigo do Idoso, pelo Instituto Acolher, a empresas, entidades e voluntários.