Coluna do Carleto: Candidata se afasta; sobrinho é nomeado e desnomeado

COMPLETANDO A QUOTA

O PSB elegeu três vereadores, tem outros nomes bem votados, mas nenhum deles concorrerá às eleições deste ano. Para deputado federal, Guti apoiará o presidente da Câmara, Eduardo Soltur, que trocou o PSD pelo PSB. Para a Assembleia Legislativa, a ex-diretora da Proteção Animal, Andréa Viegart, completará a quota de mulheres que cada partido deve apresentar.

MISSÃO DIFÍCIL

Ela foi candidata a vereadora em 2016 e teve 507 votos. É difícil lograr êxito, mas não impossível. O foco do Bom Clima será garantir ótima votação ao deputado estadual Caio França, filho do governador Márcio França, mas é previsto que ela também contará com bom apoio.

QUAL O CACIFE?

Para o lugar de Andréa, havia sido nomeado como diretor Bruno Mocci Bueno, apontado como sobrinho dela. Ativistas da causa animal questionaram os predicados dele para exercer a função. Indagada, a Assessoria de Imprensa da Prefeitura informou que a portaria que o nomeou será revogada. A coluna apurou que ele não tem formação superior completa, o que o impede de ocupar o cargo. Cogita-se que outro parente dela seja nomeado. Porém, até as 12h desta sexta-feira, o Diário Oficial ainda não estava disponível no site www.guarulhos.sp.gov.br.

QUEM TEM CHANCES? – 1

O páreo para quem disputará as eleições para deputado estadual não será fácil. Quem sai no lucro é o já deputado Jorge Wilson (PRB), eleito com mais de 180 mil votos em 2014. O mandato foi apenas regular; tende a ser menos votado, mas a forte exposição na TV deve garantir folgada reeleição. Agora pelo Pros, o deputado Gileno nao terá a facilidade da coligação da qual fez parte em 2014. A esperança de reeleição reside na chapa de candidatos do partido e na presença constante que ele conseguiu ter ao longo do mandato em seus principais redutos.

QUEM TEM CHANCES? – 2

No PT, dois vereadores pretendem uma vaga na Assembleia: Edmilson Souza, ex-secretário da Cultura; e Maurício Brinquinho, presidente do Sindicato dos Condutores. Ambos têm chance, a não ser que muitos nomes de fora belisquem votos por aqui. Pelo DEM, a dobrada com o federal Eli Corrêa Filho deve render ao vereador Ramos da Padaria ótima estrutura. Correndo por fora e com a vantagem de ser nome novo na política, o empresário Wilson Paiva busca uma vaga pelo PR. Ele se notabilizou pelo trabalho social gratuito, como advogado, em causas para obtenção de medicamentos e cirurgias para carentes. Outros nomes ainda serão definidos nas convenções dos partidos.