Coluna do Carleto – É preciso falar de acessibilidade

Sequência de obstáculos na rua Luiz Faccini: orelhão, parquímetro e poste de sinalização

Publiquei aqui na coluna, na edição do dia 9/10, sobre a calçada estreita atrás da Escola Estadual Conselheiro Crispiniano, onde não há espaço nem para um pedestre, quanto mais para um usuário de cadeira de rodas.
Foi o suficiente para que internautas que seguem o portal Click Guarulhos enviassem uma enxurrada de fotos, dos mais diversos locais, apontando o quanto a questão da acessibilidade é desrespeitada em Guarulhos.
Aqui estão alguns exemplos colhidos na área central da cidade. Dá para imaginar que nos bairros periféricos
é muito pior. Guarulhos cresceu de forma desordenada e os cidadãos ficaram esquecidos.
Essa situação só tende a mudar se houver uma mobilização da opinião pública, principalmente das entidades que têm estado inertes diante desses descasos, ou quando houver administradores sensíveis a essa realidade.