Coluna do Carleto – Edição 358

Foto: Marcelo Santos

Também era ruim

No outro lado da rua, esse ponto também atrapalhava o tráfego, porque os motoristas que chegam da vila São Jorge e querem pegar a Tiradentes no sentido do Centro não podem converter à esquerda e, ao contornar o quarteirão, costumavam ter dificuldade para acessar a avenida. Por falar nisso, se os marronzinhos fiscalizarem a confluência da rua Antonio Camargo com a Tiradentes flagrarão muitos motoristas convertendo irregularmente e prejudicando quem precisa seguir para o Paraventi.

Câmara no SBT

Repercute a reportagem que o SBT fez na Câmara de Guarulhos, mostrando servidores que marcam o ponto e voltam para suas casas ou cumprem o expediente bebendo no bar da esquina. O argumento dos flagrados: “todo mundo faz isso”.

Não é bem assim

Em 1984, antes da promulgação da atual Constituição, esses funcionários foram admitidos sem concurso. A nova Carta mudou a regra, mas, como a admissão foi anterior, o Legislativo foi driblando e mantendo-os nas funções, vez por outra mudando os nomes dos cargos. Se alguns dos 38 ganham sem trabalhar, o fato é que há outros na mesma situação que fazem por merecer o que recebem.

Pegou mal, Guti!

A reportagem do SBT ouviu o prefeito eleito Guti, porque ele foi um dos vereadores que votaram a favor em um projeto que mudou os nomes dos cargos, a fim de manter os servidores-alvos do questionamento jurídico. Ele respondeu que foi favorável porque o trabalho dos servidores é imprescindível ao Legislativo. Não de todos, né, Guti?

Pegou mal, temer!

O presidente da República decidiu manter Geddel Vieira Lima no Ministério, apesar da denúncia do ministro demissionário da Cultura, Marcelo Calero, de que o teria pressionado a obter aprovação do Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico) a um prédio onde Geddel comprou um apartamento. Isso equivale a dizer: “Podem praticar tráfico de influência à vontade”. Geddel diz que não pressionou o colega: apenas elencou argumentos em defesa do empreendimento. Ah, bom!

ACE premiada

A Facesp (Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo) premiou a ACE Guarulhos pelas boas práticas em sua gestão. A outorga foi feita em Águas de Lindóia, com a presença do presidente, William Paneque, e do superintendente, Maurici Dias Gomes.

Escola premiada

Três trabalhos de alunos da E.E. Vereador Antonio de Ré, coordenados pelos professores Lúcio Renato Reis e Karina Alves de Melo, ganharam prêmios na 3a. edição da Feira de Ciências e Tecnologia. Um deles foi o projeto social “Fossas Sépticas Ecológicas para Comunidades Carentes” (Embrapa), desenvolvido pelas alunas Danielly Pereira dos Santos Silva e Giovana Alves Santana. Tem como objetivo principal levar saneamento básico digno e que não degrade o meio ambiente, enquanto o poder público não implanta a rede coletora com maior eficiência.

Nova política

Tem bem mais gente esperando convite ou definição quanto a supostos cargos na nova gestão da Prefeitura do que vagas a serem preenchidas. Fora os cortes!