Coluna do Carleto – Edição 394

UBS acanhada

O Conselho Gestor da UBS Paraventi reivindica da Secretaria da Saúde um novo local para melhorar as condições de trabalho e de atendimento da Unidade. A Secretaria da Saúde responde que estão sendo tomadas providências para mudança para prédio mais adequado; processo encontra-se em avaliação de mercado.

Fica, gerente!

Os conselheiros queixam-se de que em pouco mais de um ano passaram cinco gerentes pela UBS. Souberam que uma nova viria de outra unidade para o Paraventi e mobilizam-se para que a atual, Graziela, permaneça. “Cada vez que troca, começa tudo do zero, a população é que sofre”, argumentam. A Secretaria informa que nas reuniões que manteve não se falou em troca de gerente.

Briga pelo palácio

João Dória descumpriu a promessa de exercer por completo seu mandato na Prefeitura de São Paulo: deixará o cargo para concorrer ao governo do Estado pelo PSDB, pondo o governador Geraldo Alckmin em maus lençóis, pois o vice, Márcio França, candidatíssimo ao posto pelo PSB, contava com apoio do presidenciável tucano para suas pretensões. Vamos ver como se comportará França ao assumir o governo, quando Alckmin sair para disputar o Planalto. Deputados do PSDB ameaçam fazer oposição ao interino, que terá a caneta na mão por quase nove meses. Da divisão em dois palanques, quem pode beneficiar-se são os adversários, a começar por Paulo Skaf, candidato do PMDB.

Enquanto isso…

O PSB pode receber nos próximos dias a filiação do ex-ministro do STF Joaquim Barbosa, que está quase topando ser candidato à Presidência da República.

Câmara: MP de olho

O Ministério Público, com base em denúncia anônima, questiona a Câmara Municipal devido à nomeação de Fernanda Facchini Rateiro como “advogada geral do Legislativo”. A jovem seria noiva do prefeito Guti.

Guti x G7 News

O portal G7 News, capitaneado pelo empresário Décio Pompêo Jr., ex-sócio do GuarulhosWeb, arrumou encrenca com Guti ao atribuir a ele ter criado o cargo para Fernanda Facchini na Câmara Municipal e, com base no portal da Transparência, acusou que ela teria salário de R$ 27 mil. Guti interpelou os dirigentes do G7, afirmando que nunca oficializou noivado com ninguém e não criou o cargo, pois apenas sancionou Lei de autoria do Poder Legislativo.

Não é tanto assim

Na verdade, o salário da advogada é de R$ 11.424, acrescido de gratificação de função de R$ 6 mil, que todos os diretores da Câmara recebem. O valor de R$ 27 mil incluiu adiantamento de 13o. salário e verbas pendentes de meses anteriores. O G7 contranotificou, citando matérias nas quais Fernanda constou como noiva de Guti, e defendendo-se de que tomou por base o documento do MP e dados oficiais.

Pra quê inimigos?

Quando surgiram os tais áudios que deram origem a uma CEI no Legislativo, o vice-prefeito Alexandre Zeitune foi à Polícia Civil e fez um adendo ao B.O. que fizera lavrar meses antes: acusou o prefeito Guti de tê-lo ameaçado, em conversa com o ex-secretário de Habitação, Waldemar Tenório, seu aliado; segundo constou, Guti teria dito que era melhor ele parar com acusações, pois tinha vídeos comprometedores contra o vice. Agora, porém, Tenório depôs à Seccional e negou que tenha relatado essas ameaças a Zeitune. Pensando bem, é melhor ficar de bem com o prefeito ou com o vice?

Cápsulas poluentes

A Comissão do Meio Ambiente da Assembleia Legislativa quer que os fabricantes de café em cápsulas criem formas de dar destino sustentável a elas, depois de usadas, pois contêm plástico, alumínio e restos de café, que é material orgânico.

Ato de mulheres

A Comissão da Mulher Advogada da OAB promove, domingo, 24, a partir das 8h, ao lado da tenda do Bosque Maia, ato pelo fim da violência contra as mulheres. A advogada Maria do Socorro Dias Azevedo defende que a sociedade deve manifestar-se até que os hábitos mudem.

CCV 30 anos

O Centro de Convivência do Idoso comemorou 30 anos de atividades na quarta-feira, 21. Na ocasião, homenageou Ampélia Grotkowsky, que foi quem teve a iniciativa de criar em Guarulhos um local para reunir pessoas da Terceira Idade.