Coluna do Carleto – Edição 396

Penúria dos abrigos

Moradores de diversos bairros queixam-se da má conservação dos abrigos nas paradas de ônibus. Muitos estão quebrados, sujos, em locais mal iluminados. No local da foto, na avenida Brigadeiro Faria Lima, corre água sob os pés dos usuários. A responsabilidade pelos abrigos é da Secretaria de Transportes e Trânsito.

Tudo pode mudar

Pesquisa Datafolha sobre intenção de votos para presidente da República, sem Lula, coloca em empate técnico o deputado Jair Bolsonaro (PSL) e candidata da Rede, Marina Silva, com respectivos 17% e 15%. Em terceiro, aparece o ex-ministro Joaquim Barbosa (PSB), com 10%; à frente de Geraldo Alckmin (PSDB), com 6%. O senador Álvaro Dias (Podemos) estaria com 3%. A mim, parece cedo para fazer apostas. Eleição presidencial decide-se pela exposição e desempenho na mídia. Tudo pode acontecer.

Vice? Não quer

Há gente se empenhando em unir Joaquim Barbosa e Marina Silva, com o argumento de que, juntos, tomariam a dianteira na disputa pelo Planalto. Os dois partidos já estiveram alinhados em 2014. Porém, Marina não aceita ser vice de Barbosa, considerando que está à frente nas pesquisas e tem recall das eleições que disputou. Ele também não deseja ser vice dela, porque seu nome representa novidade, em um momento no qual o povo está “por aqui” com a classe política, o PSB terá muito mais tempo de TV e deve contar com mais recursos de campanha porque tem quatro governadores, enquanto a Rede, nenhum.

No Estado

O Datafolha mostra o ex-prefeito João Dória (PSDB) em vantagem para governador, seguido pelo presidente da Fiesp, Paulo Skaf (MDB). Outros nomes aparecem distantes. Mas não se pode esquecer que Márcio França assumiu o Governo e tem a máquina nas mãos. A briga está apenas começando e haverá outros nomes. O vice-prefeito de Guarulhos, Alexandre Zeitune, está com 1% na pesquisa. Entretanto, sob fogo cerrado na cidade, não se sabe ainda qual cargo disputará neste ano e se o fará.

Caso Zeitune

Por falar nele, o suposto operador cuja voz aparece nas gravações que deram origem à investigação, Marco Antonio Ferreira, depôs à CEI, confirmou conversas com o empresário Paulo Zuh (Zhu Xiao Yang), mas disse que foi a pedido dele que tratou do assunto de custo de campanha eleitoral. Admitiu ser mais amigo do vice do que de Zuh. A relação profissional teria durado pouco tempo.

Contra-ataque I

Na terça-feira, o vice-prefeito protocolou na Câmara cópias dos vários ofícios que enviou ao prefeito Guti, questionando atitudes de secretários e a compra de livros paradidáticos por quase R$ 11 milhões, no apagar das luzes de 2017. Também deu entrada em requerimentos à CEI que o investiga, no sentido de que sejam convocadas para depor pessoas que teriam ligação tanto com Guti quanto com Paulo Zhu.

Contra-ataque II

Zeitune procura demonstrar que Zhu é muito próximo de Guti, que viajaram juntos, foram sócios em uma empresa e têm como elos Diego, Bruno e Thiago, da família da rede de hipermercados que tem apoiado iniciativas da atual gestão. Entre as convocações propostas, está a jornalista Bárbara Brás, namorada de Diego e comissionada na Secretaria de Educação da Prefeitura.

Até Marina!

O líder do governo, Eduardo Carneiro (PSB), quer que a presidenciável Marina Silva (Rede) deponha na CEI, por ter sido citada como suposta beneficiária de doação que Zhu poderia fazer.

Agora vai?

O ex-vereador Americano assumiu a Secretaria de Serviços Públicos. Espera-se que consiga impor lá a mesma eficiência que demonstrou na Guarucoop.

Boa repercussão

Graças a uma postagem no portal Click Guarulhos, sobre livro que trata de cuidadores familiares, a autora Cristiane Santos foi convidada a ser entrevistada no Jornal da Cultura, da TV Cultura. Ela cita que muitos cuidadores acabam falecendo antes do que os enfermos aos quais se dedicam. E ficou feliz com a repercussão do tema.