Contato com a natureza ajuda no desenvolvimento infantil, aponta pesquisa

Pesquisa da Embrapa aponta que crianças estão sofrendo de Transtorno de Déficit de Natureza, o que tem prejudicado o desenvolvimento na infância - Foto: Alexandre de Paulo/Click Guarulhos

Atualmente 80% da população brasileira vive em cidades e com a correria do dia a dia, as crianças que moram nos grandes centros urbanos passam 90% do seu tempo dentro de casa, mexendo na internet, em frente da televisão ou jogando vídeo games; já na escola, essas crianças estão sempre dentro das salas de aula, de acordo com dados da Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária). 

A pesquisa ainda mostra que 40% das crianças brasileiras passam uma hora ou menos ao ar livre, que é um número muito inferior ao esperado. Estes números comprova que hoje as crianças estão sofrendo de Transtorno de Déficit de Natureza.

O termo Transtorno de Déficit de Natureza foi criado por Richard Louv, pesquisador e escritor americano que chama a atenção da população sobre uma série de problemas físicos e mentais que estão associados à falta de contato com o meio ambiente. Segundo Louv, o ser humano necessita de doses de natureza. Quando isso não ocorre, o indivíduo passa a ter os seus sentidos limitados, o que pode ser agravado se ocorrer na infância. A falta desses sentidos gera uma série de problemas que a criança pode levar por toda a vida, como o déficit de atenção, índice elevado de doenças mentais, maior taxa de miopia, obesidade adulta e infantil e deficiência de vitamina D. 

Para os moradores das grandes cidades uma das opções é priorizar ambientes com natureza para as férias e fins de semana, dando preferência para locais que contenham bastante área verde e animais.

Após tomar conhecimento desse problemaa proprietária do Hotel Fazenda Areia que Canta, Eloisa Farsoni, resolveu promover ainda mais atividades ligadas à natureza, elaboradas pelo time de monitores do local. “Decidimos que durante este mês as crianças de até 10 anos, acompanhada dos pais, não pagam hospedagem no hotel”. O objetivo da proprietária é estimular ainda mais a vivência das crianças com o meio ambiente. A promoção e valida para até duas crianças por apartamento acompanhadas de dois adultos.

“Aqui nossos hóspedes fazem de tudo um pouco, desde soltar pipa a alimentar os animais da fazenda. O resgate da tradição é algo que sempre nos pautou. E pensando em ajudar as famílias a se reconectarem com a natureza, criamos brincadeiras “antigas” totalmente conectadas com o verde, daí o fato de nossa monitoria ser tão diferenciada de outros hotéis do tipo. Os monitores são treinados para que esta integração entre toda a família e a natureza seja o que dê a ordem por aqui”, diz Eloisa. Além disso, a monitoria que é dividida por faixa etária, agora conta com monitoria para crianças a partir de 3 anos. “Aqui no Areia que Canta nosso objetivo é que as crianças desde cedo tenham contato com a natureza e seus benefícios, deixando de lado a torina da ‘selva de pedra’, além de proporcionar maior tranquilidade aos pais”, completa.

Caminhada, ar puro e contato direto com a natureza estimulam os sentidos das crianças – Foto: Alexandre de Paulo/Click

Mas não para por aí, o hotel pratica e estimula todos os hospedes a fazerem ações sustentáveis. “Aqui no hotel temos a nossa Horta, que abastece nosso restaurante, além de vendermos o excedente para os hospedes ao irem embora. Fazemos colheita diária de frutas variadas que caem no chão para alimentar peixes; fazemos tratamento de lixo orgânico; o aquecimento de água para o restaurante é feito através de uma serpentina instalada no forno de lenha que assa a comida do almoço e jantar; fazemos o uso de bactéria para tratar detritos do restaurante e jogar água já limpa no esgoto e reciclagem de lixo. Aqui não usamos sachê ou recipiente plástico para manteiga, geleias e outros produtos para café da manhã e abolimos o uso de canudos plásticos e nosso sistema de secagem da lavanderia usando sol e vento, além de bomba d´água que gera energia para levar água aos reservatórios”, explica Eloisa. Não podemos esquecer também do reflorestamento de 20 hectares com 30 mil espécies de nativas no entorno da Nascente. O Hotel também conta com um corredor ecológico do Rio Tamanduá, além do controle de visitação turística na Nascente Areia que Canta, com monitoramento de impacto de visitação, estudo geológico, entre outras ações ecológicas.

Para as férias de julho deste ano os hóspedes já encontrarão novidades no hotel, seu novo Spa. A recém instalação conta com nova sala de massagem, dois ofurôs, um SPA para cinco pessoas, uma piscina interna aquecida e com hidro, com vista para o bosque e jardins. Além disso, o ambiente tem ligação direta com a sauna e a piscina aquecida do hotel. Entre as opções de massagem estão bambuterapia, drenagem linfática e relaxante. Além disso, o hotel proporciona aos hospedes piscinas aquecida e natural, bosque com redes, pedalinho, represa para pesca, solário, trilha para caminhadas e serviço de massagem. Quem prefere esportes, o Hotel conta com campo de minigolfe e futebol, rede de vôlei e garrafão de basquete, ou passeios de bicicleta. Os mais radicais podem se aventurar na tirolesa sobre o lago, caiaque e standup.

A cereja do bolo é a “Nascente Areia que Canta”, onde o hóspede vai encontrar um santuário em meio à natureza nativa. A Nascente vem encantando todos os visitantes e hóspedes: trata-se de uma nascente de água, com um fundo de areia branca e fina – 100% quartzo, o mineral usado para fazer o vidro, que quando manuseada “canta”, produzindo um som semelhante ao de uma cuíca. Um local, único no mundo todo, com uma formação geológica de mais de 200 milhões de anos. Uma nascente de onde brota cerca de 60 a 70 mil litros de água por hora. No meio da mata, forma uma linda piscina natural de 10 metros de diâmetro.

Pacote:

Férias de julho

Casal + 2 crianças até 10 anos

Período de 2 noites (o hóspede escolhe o dia de entrada)

Entre 07/07 e 26/07/2019

No valor de R$ 2.318,00

Serviço:

Rodovia Eng. Paulo Nilo Romano (SP 225), Km 124,5 – Caixa Postal 104,

Brotas – SP, 17380-000.

(14) 3653-1382 / 3653-2465 / 3653-8608 ou pelo WhatsApp 99158-9417