Corte de verbas de cidades decretado por Dória repercute

Causa repercussão nas redes sociais o cancelamento, pelo governo João Dória (PSDB), de convênios celebrados pela gestão anterior com diversos municípios. Publicada no Diário Oficial de sábado, dia 5, a Resolução com o corte de verbas foi feita pela Secretaria de Desenvolvimento Regional, com base no Decreto 64.067, de 2 de janeiro, que estabeleceu
diretrizes para a reavaliação e cancelamento das transferências de recursos que especificou.

Ao todo, foram mais de 40 cidades prejudicadas. Porém, como os valores mais expressivos são os de São Vicente, quase R$ 50 milhões; Guarulhos, R$ 20 milhões e Carapicuíba, R$ 20 milhões; internautas apontam que possa ter havido retaliação ao ex-governador Márcio França e a prefeitos que o apoiaram contra o governador. Alguns chegaram a afirmar que esse seria o primeiro passo de Dória com vista a prejudicar Guti, criando dificuldades para o governo, com vistas a pavimentar o caminho para eleger alguém de preferência do governador.

Em comentário a uma postagem, o vereador Laércio Sandes (DEM), apoiador de Dória, justifica a atitude, com o argumento de que se trata de uma retirada para reavaliação e que isso é necessário, tendo em vista as dificuldades de caixa do governo estadual, ainda que o ex-governador atribua ter deixado boas reservas para o sucessor. O novo secretário da Fazenda, o ex-ministro Henrique Meirelles (MDB), afirmou que as verbas recebidas mal são suficientes para pagar os salários do mês e seus encargos.

O deputado estadual eleito Márcio Nakashima (PDT) divulgou nota, lamentando a decisão do governador João Dória de rescindir dois convênios com a cidade de Guarulhos no valor de R$ 20 milhões, “tendo em vista os inúmeros problemas de infraestrutura urbana que a cidade enfrenta”.

Nakashima afirma que pleiteará uma agenda com o governador nos próximos dias, para conhecer e discutir os reais motivos desse cancelamento. Ele entende que Guarulhos necessita destes investimentos e disse que irá lutar “para que os convênios sejam reconsiderados, de forma detalhada e transparente”.

Fontes extraoficiais dão conta de que o prefeito Guti (PSB) pretende contatar o governador, visando a reconquistar aqueles valores para obras de infraestrutura na cidade. Uma nota nesse sentido era aguardada para esta noite, mas não chegou a ser divulgada.