CPTM amplia número de viagens na Linha 13-Jade para amenizar impacto da greve de ônibus

Greve iniciada a zero hora desta sexta-feira, 10, pelo Sindicato dos Condutores de Veículos Rodoviários e Trabalhadores em Empresas de Transporte de Guarulhos e Região (Sincoverg), prejudica milhares de guarulhenses que se deslocam diariamente de Guarulhos à capital e a outros municípios vizinhos.

Para amenizar os prejuízos que a paralisação causa à população, a Secretaria de Transportes Metropolitanos (STM) determinou que a CPTM amplie o número de viagens na Linha 13-Jade. A Companhia aumentou o número de trens em circulação, e reduziu o intervalo entre as composições de 20 para 15 minutos, aumentando a capacidade de transporte de passageiros de 7 mil para 10 mil por hora em cada sentido.

A EMTU/SP divulgou nota dizendo que espera que o sindicato cumpra a determinação da Justiça do Trabalho de colocar em circulação 70% da frota nos horários de pico e 50% nos demais horários.

Ainda segundo a EMTU, as operadoras podem ser autuadas caso deixem de cumprir os horários de partida determinados em contrato.

A EMTU/SP também deslocou ônibus de outras linhas da região para auxiliar no deslocamento dos passageiros de Guarulhos aos destinos desejados.

Via Twitter, o passageiro Leandro informou que estava no ponto de ônibus desde as 5h30 e nenhum coletivo intermunicipal de Guarulhos estava circulando na região. “Só passou uma van em direção à Armênia até agora, às 6h45”.

João Rafael Pinheiro publicou, também via Twitter, que “desde a 6h20 o único coletivo que passou onde mora foi um da Linha 591 (Jardim Paraíso – Metrô Penha)”.

Prefeitura acionará sindicato por não cumprir determinação da Justiça

A Prefeitura de Guarulhos, por meio da Secretaria de Transportes e Mobilidade Urbana, informou que irá entrar com representação contra o Sincoverg pelo descumprimento de medida judicial que determinou a circulação de 70% da frota na rua, entre 5h e 8h, nesta sexta-feira, 10, primeiro dia de greve da categoria.
Nesta quinta-feira, 9, o Tribunal Regional do Trabalho determinou a circulação de pelo menos 50% da frota durante a greve e 70% nos horários de maior movimento no início da manhã e fim da tarde. 

Segundo a Prefeitura, o Plano  de Atendimento entre Empresas de Transporte em Situação de Emergência (Paese) tem atendido de forma satisfatória a grande parte dos passageiros.

A STMU liberou os corredores de ônibus para o tráfego de veículos em geral.