Crise hídrica faz surgir ideias criativas

A escassez de água está fazendo com que se aguçe a criatividade dos seres humanos. Muitos projetos que continuariam na gaveta acabam se viabilizando e ideias que talvez ficassem sempre no imaginário são transformadas em projetos e depois em realidade. \

A empresa brasileira Sencer, por exemplo, desenvolve um sistema para cortar o gasto com água na irrigação de lavouras. A ideia nasceu do pós-doutorado em química da pesquisadora Sônia Maria Zenetti, que conseguiu coloca-la em prática com a ajuda de Valdir Pavan, na parte comercial.

Como funciona

Dispositivos leem dados como temperatura e umidade do solo e os envia a um programa que analisa o tipo de cultura, o solo e o clima local, e com base neles indica a quantidade e a periodicidade ideais para irrigação, evitando o excesso que é comum entre produtores que não contam com orientação técnica correta. Dessa forma, a produtividade pode chegar a ser até 40% superior.

Foto: Deyan Georgiev / Shutterstock