Cyro Barreiros perde e Guarulhos fica fora dos Jogos da Juventude

Em partida dramática disputada nesta segunda-feira (12), em uma das quadras do Complexo Desportivo Constâncio Vaz Guimarães, no Ibirapuera, em São Paulo, a E.E. Cyro Barreiros perdeu por 2 a 0 para Escola Municipal de Ensino Fundamental Professora Anna dos Reis Signorini, de Taubaté, e deixou escapar o sonho de disputar os Jogos Escolares da Juventude 2019 (uma espécie de olimpíada estudantil), em setembro.

A escola do Jardim Lenize, atual campeã metropolitana e paulista de futsal dos Jogos Escolares do Estado de São Paulo (Jeesp), na categoria feminino mirim, não conseguiu “encaixar” durante a partida e acabou tomando o primeiro gol em falha geral da marcação. Após a abertura do placar a arbitragem precisou parar o jogo para que a comissão técnica e as jogadoras do banco de reservas pudessem consolar as colegas em quadra. A mais abalada foi a goleira Gabi, que não se conformou com o gol sofrido.

Durante a partida, as atletas de Guarulhos deixaram de arriscar pelo menos três chutes diretos, como se diz na gíria do futebol, “cara a cara” contra a goleira adversária. Ao optar pelo passe lateral o time do Jardim Lenize permitiu a recuperação da defesa de Taubaté. Apesar da insegurança em algumas jogadas, o time criou boas oportunidades e deu trabalho à goleira da EMEIF Anna Signorini.

Também as goleiras de Guarulhos, Gabi e Lindamila, tiveram participações importantes e evitaram que o placar fosse ampliado durante os momentos mais críticos do jogo. A menos de 5 minutos do término da partida, novamente numa distração, o time de Taubaté voltou a marcar e definir o placar.

“É preciso ressaltar que as nossas meninas fizeram o melhor que podiam, lutaram, foram longe. No ano que vem elas têm condições de caminhar ainda mais porque jogam muito e têm foco no trabalho. Na derrota não adianta mencionar apenas as nossas falhas, mas reconhecer a excelência, a competência do professor e da equipe que estão do outro lado. Taubaté está de parabéns”, destacou o técnico da E.E. Cyro Barreiros, professor Odirley Carpinteiro.

É indiscutível que a sequência de jogos disputados na semana anterior esgotou fisicamente as jovens guarulhenses. E o sentimento de responsabilidade por representar a cidade pode ter influído psicologicamente na equipe.

Time

A equipe do Jd. Lenize entrou em quadra com: Gabriela (goleira), Amanda (ala direita), Sabrina (pivô), Beatriz (fixa), Letícia (ala esquerda). A comissão técnica utilizou ainda as jogadoras Lindamila (goleira), Maria Luisa (fixa), Andressa (Ala esquerda), Gabriela e Fernanda (ala direita) nos tempos seguintes.

Suporte

Durante os jogos, a E.E. Professor Cyro Barreiros contou com importantes apoios. A começar pela diretora Irene Isabel Vieira da Silva e o vice-diretor Demétrios Ribeiro pelo respaldo e aposta no trabalho dele e da equipe, além de doação de uniformes para as alunas-atletas. O professor também recebeu suporte técnico da coordenadora da equipe Aline Ribeiro, que o acompanhou durante os jogos, e de Carlos José Delduque, Èlica Scardini Dias e Valter Graneiro, que não puderam participar com a delegação, mas contribuíram constantemente para aprimoramento da equipe.

Além dos apoios institucionais, o professor Odirley Carpinteiro teve o Click Guarulhos (WWW.clickguarulhos.com.br) divulgando informações dos jogos em cada uma das fases anteriores e promovendo campanha no portal de notícias. O resultado desse apoio chegou em forma de mais torcida e doações para a equipe de Guarulhos.

A JV Medic – Distribuidora de Produtos Médicos e Hospitalares, por exemplo, cedeu dois jogos de uniformes personalizados, com número das atletas, nomes escola e cidade; Já a Drogaria e Perfumaria Magnum doou 10 pares de tênis da marca Dray, próprios para futsal.

Colaboração do jornalista Ricardo Filho

Fotos: divulgação