DAEE conclui recomposição de matas ciliares em Guarulhos

O DAEE (Departamento de Águas e Energia Elétrica) concluiu em dezembro o reflorestamento de 50 hectares de matas ciliares em áreas degradadas ao longo do rio Tietê em Guarulhos. O plantio faz parte do programa Parque Várzeas do Tietê e representou um investimento de R$ 8,3 milhões.

Este programa teve início em setembro de 2016 e beneficia o trecho entre a Barragem da Penha e a avenida Nitroquímica, ao longo da Via Parque e Ciclovia Guarulhos. No total foram plantadas 83,1 mil mudas de 115 espécies de árvores e arbustos nativas. As espécies incluem, entre outras, aroeiras, peroba, palmito-juçara, palmeira jerivá, ipês, canela, cedros, figueira do brejo, angico branco e vermelho, pau-ferro, guabiroba, chorão, jatobá, quaresmeira, pau-brasil e outras.

“Além de preservar áreas de várzea do Tietê, contribuindo para a absorção das águas das chuvas pelo solo e reduzindo o risco de inundações, as matas favorecem a preservação da fauna silvestre característica da Região Metropolitana de São Paulo”, destaca Francisco Loducca, Superintendente do DAEE.

O contrato inclui agora um trabalho de manutenção das áreas pelos próximos 36 meses.