Dois espetáculos de dança serão encenados neste fim de semana na cidade. Trata-se de Lua Negra, da Cia. Khalina Aymelek, com sessões sábado e domingo, às 19h, no Teatro Nelson Rodrigues; e Débora – A batalha da Vida, da Cia. Estável Selma Roth, que terá sessão única, no domingo, às 16h, no Teatro Adamastor. Ambos têm entrada franca.

Viabilizado com recursos do Fundo Municipal de Cultura (FunCultura), Lua Negra é inspirado no mito de Lilith; a primeira companheira bíblica de Adão – antecessora de Eva, que teria sido transformada em serpente após questionar a autoridade de Deus.

Por meio da Dança Oriental Cênica e da teatralização, a companhia lança uma crítica à cultura patriarcal e seus desdobramentos que excluem as mulheres da vida social e política, tratando-as como seres inferiores ao sexo oposto. Tendo estreado em março, a montagem rendeu diversas apresentações e também workshops voltados tanto a bailarinos quanto a pessoas sem experiência em dança.Espetaculo_A Lua Negra- foto de Elisenda Llinares

Débora – A batalha da Vida, da Cia. Estável Selma Roth, que toma o palco do Adamastor no domingo, também é inspirado em passagens bíblicas. O espetáculo traz uma interpretação sobre a personagem do livro de Juízes, do Antigo Testamento, que por volta do século XII a.C. teria

liderado os israelitas contra o domínio de Jabim, rei de Canaã, e alcançado a libertação de seu povo.

A coreografia foi composta a partir de elementos do jazz e propõe também uma reflexão sobre a importância do papel feminino na sociedade.