Detran-SP afirma que decreto de Dória não vai impedir concurso previsto para primeiro semestre

Decreto do governador no começo do ano suspendeu todos os certames que ainda não tinham iniciado período de inscrições

O concurso Detran-SP, que deve preencher 575 vagas ainda neste primeiro semestre, não será cancelado, anunciou o órgão. Os pré-candidatos ao exame se alarmaram com a possibilidade depois que o governador eleito do estado, João Dória (PSDB), exigiu a suspensão de todos os certames estaduais até que todos sejam avaliados.

No entanto, a medida do governo vai impactar na publicação do edital: previsto para sair em janeiro, o órgão afirmou agora que o documento passa por algumas adequações e só ficará pronto daqui alguns meses.

Ainda em janeiro, quando chegou ao Palácio dos Bandeirantes, Dória assinou dois decretos exigindo que todos os concursos que ainda não tiveram inscrições abertas devem ser reavaliados pela Secretaria do Governo antes de serem publicados. Segundo a nova equipe da administração estadual, a medida visa mensurar as despesas com pessoal e com encargos sociais que, de acordo com Dória, “têm peso significativo no orçamento do Estado”. Em julho do ano passado, o então governador, Márcio França (PSB), aprovou uma lei que prescrevia a publicação do edital Detran-SP até o dia 7 de janeiro.

O órgão já afirmou que vai abrir 575 vagas entre os níveis médio e superior ー 375 para nível médio e 200 para superior, com salários de R$ 1.863 e R$ 4.657,50. As vagas de nível médio são para oficial estadual de trânsito, cuja remuneração inicial leva em conta o cargo de oficial I. Na categoria oficial III, por exemplo, o salário é de R$ 3.395,32. As posições para nível superior, por sua vez, são para agente estadual de trânsito, cujos rendimentos podem chegar até R$ 8.488,29 no progresso da carreira.

O último concurso organizado pelo Detran foi em 2013, quando 1.200 vagas foram preenchidas para os mesmos cargos. O órgão tem jurisdição em todo o estado e atende milhares de pessoas diariamente. Segundo dados da própria pasta, São Paulo deve chegar ainda no primeiro semestre à marca de 30 milhões de veículos em circulação por suas 645 cidades. No último levantamento do órgão responsável pelo trânsito, em setembro do ano passado, a marca era de 28.949.307.