Por Marcos Ribeiro

Nesta quarta-feira, o vice-líder Flamengo de Guarulhos inicia uma dura jornada pelo interior paulista. Às 20 horas, no estádio Frederico Dalmaso, o invicto Corvo mede forças com o Sertãozinho, em duelo válido pela oitava rodada. Sábado, o Rubro-Negro enfrenta o Fernandópolis, no Cláudio Rodante (17 horas). Levando em consideração não apenas a distância em linha reta entre a Cidade Progresso e os respectivos municípios interioranos (297,30 e 521,46 quilômetros), mas sim o cálculo de tráfego das rodovias, a equipe comandada por Edson Vieira percorrerá, aproximadamente, 2000 quilômetros em cinco dias.

Para seguir sem derrotas e assegurar o segundo posto da terceira divisão estadual, Edson Vieira terá que lidar, novamente, com vários desfalques. O trio que saiu machucado em Bauru – zagueiro Paulo Brumati, meia Celsinho e atacante Felipe Desco – segue no departamento médico e deve ficar à disposição apenas contra o Primavera, dia 2 de março, quarta-feira, às 15 horas, em Guarulhos. Arthur Santos, com fratura no nariz, continua fora de combate, mas pode ter o retorno abreviado pelo uso de uma máscara facial.

O quarteto lesionado se junta à dupla que perdeu a Série A3 com lesões no joelho: Renatinho (meia) e Rafael Piauí (atacante). Todavia, o centroavante Daniel Bueno, artilheiro da equipe na competição, com três gols, ressaltou que a força do plantel – que soma 54 acessos ao todo – deve fazer a diferença em território sertanezino.

“Estamos sofrendo com muitos desfalques. Porém, o grupo foi montado com muito critério pelo professor Edson Vieira. Todos aqui possuem qualidade para ajudar. Quem for acionado dará conta do recado. Lutaremos muito para honrar Guarulhos e manter o Flamengo invicto na Série A3”, explicou o centroavante, natural de Tietê-SP, que também pregou respeito ao adversário grená, detentor da quarta colocação, com 13 pontos.

“O Sertãozinho é uma equipe de qualidade. Um clube que sempre luta para subir e possui um grande apoio dos torcedores quando atua em casa. Sabemos que será um grande desafio, mas entraremos no Fredericão em busca do resultado positivo. Vamos tentar neutralizar o ataque mandante e aproveitar as chances criadas”, sintetizou.

Por sua vez, o goleiro Wagner, um dos destaques do Rubro-Negro na Série A3, pregou foco e dedicação nos momentos que antecedem a difícil sequência de batalhas pelo interior: “Teremos dois jogos complicados e longínquos, mas precisamos dar um passo de cada vez. A concentração está tão e somente no Sertãozinho. Vamos procurar realizar uma partida excelente. Somente depois pensaremos no Fernandópolis e nas dificuldades de mais uma viagem desgastante”.

O Flamengo, que não possui atletas suspensos por terceiro cartão amarelo, trilha um retrospecto equilibrado contra o Sertãozinho – uma das equipes que mais enfrentou em sua história: quatro vitórias, três empates e cinco derrotas, totalizando 15 gols marcados e 24 tentos sofridos.

Cristiano de Lazzari apita a partida, auxiliada por Gilberto Aparecido Romachelli e Vinício Messias de Souza. Paulo Alessandro Gonçalves Teodoro é o quarto árbitro.

Confira o retrospecto histórico entre Flamengo e Sertãozinho:

  • Paulista B1-B (11/10/1998) Sertãozinho 6 x 0 Flamengo;
  • Paulista B1-B (18/10/1998) Flamengo 1 x 1 Sertãozinho;
  • Paulista B1 (30/04/2000) Flamengo 2 x 1 Sertãozinho;
  • Paulista B1 (22/10/2000) Flamengo 1 x 0 Sertãozinho;
  • Paulista B1 (12/11/2000) Sertãozinho 1 x 2 Flamengo;
  • Copa Paulista (29/09/2002) Flamengo 1 x 2 Sertãozinho;
  • Copa Paulista (03/11/2002) Sertãozinho 2 x 0 Flamengo;
  • Paulista A2 (12/04/2009) Flamengo 2 x 1 Sertãozinho;
  • Paulista A3 (28/03/2012) Sertãozinho 2 x 1 Flamengo;
  • Paulista A3 (09/02/2013) Sertãozinho 4 x 1 Flamengo;
  • Paulista A3 (19/02/2014) Flamengo 2 x 2 Sertãozinho;
  • Paulista A3 (08/02/2015) Flamengo 2 x 2 Sertãozinho.