Dilma afirma que os votos recebidos lhe garantem a legitimidade do mandato

Nesta sexta-feira, 7, a presidente Dilma Rousseff afirmou que ela é uma pessoa que “aguenta ameaças” e que uma democracia “respeita a eleição direta pelo voto popular”.

 

“Sou uma pessoa que aguenta ameaças. Sobrevivi a grandes ameaças à minha própria vida. Uma democracia respeita a eleição direta pelo voto popular. Eu respeito a democracia do meu país. Eu honrarei o voto que me deram”, declarou a presidente.

 

A presidente enfrenta a pior crise política desde o início do primeiro mandato. Dilma ainda afirmou que respeita a democracia e que os votos recebidos lhe garantem a legitimidade do mandato.