Dilma tira poderes de militares

Na quinta-feira da semana passada, 2, a presidente da República, Dilma Rousseff, assinou o decreto 8.515 que estava na gaveta há mais de 3 anos.

O decreto tira poderes dos comandantes militares, como transferência para a reserva remunerada de oficiais superiores, intermediárias e subalternos, reforma de oficiais da ativa e da reserva, promoção aos postos de oficiais superiores, nomeação de capelães militares, entre outros; delegando ao ministro da Defesa a competência para assinar tais requerimentos.

A medida foi uma surpresa para os militares, que não foram informados que ela seria assinada. A responsabilidade pela decisão ter ido parar no Diário Oficial estava sendo considerada um mistério, apesar do pedido ter partido da petista Eva Maria Chiavon, que comanda a Secretaria-geral do Ministério da Defesa.