Dom quixote apresenta seus sonhos para Guarulhos

Por Simone Carleto

Uma trupe de artistas ambienta a célebre história de Dom Quixote à cidade de Guarulhos. O criador da peça, escrita em versos e com licença poética, é o dramaturgo guarulhense Wilson Fumoy. “Dom Quixote de Guarulhos, da Companhia Naíka de Teatro, será encenada no Teatro Padre Bento e em seguida no Calçadão da Rua Dom Pedro II”, aforma o também diretor da peça, projetada para ser levada tanto no teatro convencional, como em espaços alternativos.  O projeto faz parte dos contemplados com a Lei de Fomento para o Teatro e à Dança da cidade de Guarulhos, edição 2014. Diversos projetos contemplam apresentações por toda a cidade. “Por esse motivo, todos os objetos cenográficos e figurinos foram confeccionados especialmente para o espetáculo, o que possibilita a nossa produção e que as apresentações sejam gratuitas para o público”, afirma entusiasmado o artista.

A história narra as desventuras de Dom Quixote de Guarulhos, um catador de papéis, e de seu pouco fiel escudeiro argentino, Pancho Sanches. O senhor Alonso, depois de fazer uma grande coleta de livros, passa a ler compulsivamente e acaba ficando louco. Ele acredita ser um valente cavaleiro medieval e passa a travar batalhas com inimigos imaginários. Municipalista ao extremo, Dom Quixote enxerga os outros personagens como figuras históricas da cidade de Guarulhos. Esse louco guerreiro se apaixona por uma dançarina de circo, que ele acredita ser uma desprotegida donzela, mas logo descobrirá que ela tem vários protetores. A sua irmã, uma pobre e frágil viúva, desesperada paraFoto 2 trazer-lhe a sanidade mental de volta, encontra um método eficaz, mas tão violento, que quase mata o nosso herói.

O espetáculo já teve apresentações na Associação Catadores de Papel e Comunidade, no bairro Ponte Alta e no Teatro Nelson Rodrigues, na vila Galvão.