Dória e França empatados; Guarulhos pode decidir a eleição

No primeiro turno das eleições para governador, os eleitores de Guarulhos contribuíram com mais da metade dos votos que tiraram o emedebista Paulo Skaf do segundo turno e deram a segunda vaga ao governador Márcio França (PSB). A diferença entre eles no Estado todo foi de 89 mil votos; em Guarulhos, França teve 47.690 votos a mais que Skaf e também superou João Dória (PSDB), por 190 votos (139.315 a 139.125).

As projeções de segundo turno dos principais institutos de pesquisa vinham apontando ligeira vantagem para o tucano, até que há poucos dias passaram a mostrar empate técnico, com 52% para Dória e 48% para França, dentro, portanto, da margem de erro.

As pesquisas Ibope e Datafolha divulgadas neste sábado, porém, tiveram resultados mais favoráveis a França: o Datafolha apresenta França com 51% e Dória com 49%; já o Ibope mostra os dois candidatos com 50% dos votos válidos.

Se o cenário é de tanta indefinição, os votos dos guarulhenses podem representar importância ainda mais significativa no segundo turno do que no primeiro, quando Skaf teve 91.435 votos; Luiz Marinho, 82.751; Rodrigo Tavares, 23.698; brancos e nulos, 194.319. Quantos desses quase 400 mil votos irão agora para Dória e quantos para França?

O prefeito Guti (PSB) tem apostado todas as fichas na vitória de Márcio França, colocando o secretariado e ocupantes de cargos importantes a fazer campanha para o governador, atuar nas ruas balançando bandeiras e disparar mensagens de apoio ao pessebista. Para ele, é importantíssimo que França seja vencedor, pois isso deve facilitar o trânsito com o Palácio dos Bandeirantes, em busca de obras e investimentos que beneficiem Guarulhos e, em consequência, melhorem a imagem da administração municipal, ampliando as chances de Guti na mais do que provável busca pela reeleição.

Entre os tucanos da cidade, pouco empenho se viu em favor de João Dória. Quem mais se empenhou por ele foi o deputado federal reeleito Eli Corrêa Filho (DEM) e notadamente sua esposa, Francislene Assis de Almeida Corrêa, virtual candidata a prefeita em 2020 e que busca nos bastidores obter o controle do PSDB local. O jornal Folha do Ponto, do ex-vereador Alemão, muito próximo do casal, empenha-se em colaborar com Dória, publicando seguidas críticas e denúncias contra França.

Se Márcio França vencer a eleição e a diferença em favor dele em Guarulhos for superior à que ele obtiver no Estado, ou ainda que seja inferior mas significativa, Guti ganhará força perante o governo estadual. E terá vencido o primeiro round na eventual disputa com o casal Corrêa em 2020.

Se Dória vencer, a gestão Guti terá dificuldades em tudo que depender da esfera estadual. E, assim, Eli e Francislene sairão fortalecidos para fazer oposição a Guti.

Valdir Carleto

 

Dados das pesquisas citadas

Ibope ouviu 2002 pessoas e a pesquisa foi registrada sob no. 02081/2018;

Datafolha ouviu 5093 pessoas e a pesquisa foi registrada sob no. 03417/2018.