Empresa de Carlos Roberto demite dezenas de funcionários após eleição

170

A CRW demitiu 50 trabalhadores na sexta-feira, dia 7 de outubro, e  ameaça demitir mais 30,  nesta segunda-feira. Em razão disso, o Sindicato dos Químicos agendou reunião com a empresa na tarde desta segunda, na sede da entidade.

O proprietário da CRW, Carlos Roberto, foi candidato a prefeito pelo PSDB e ficou na sexta colocação. Em resposta a questionamento da Revista Weekend, sobre não-pagamento de indenizações a funcionários demitidos, argumentou que a crise do Brasil afeta diretamente a indústria automobilística, que é a principal consumidora dos produtos da empresa e que, por isso, demissões são inevitáveis. Afirmou que os débitos com os demitidos vinham sendo negociados.

Segundo o Sindiquímicos, há indicações de que a empresa recolhe em folha, o INSS e a contribuição sindical, sem o devido repasse. O FGTS também vem anotado nos holerites, sem o respectivo recolhimento. O Sindicato destaca, ainda, que na dispensa atual de trabalhadores não houve previsão do pagamento das verbas rescisórias.