Escola do Trabalhador oferece 15 cursos on-line gratuitos

Lançada em 21 de novembro, a plataforma desenvolvida em parceria com a UnB já recebeu mais de 127 mil matrículas em todo Brasil

Três novos cursos passam a integrar a lista do que estão abertos à sociedade na Escola do Trabalhador: Análise de investimento, Comunicação escrita para o trabalho e Elaboração de folha de pagamento de empresas, todos no eixo de Gestão e Negócios.

Os cursos são gratuitos e podem ser acessados de qualquer computador do Brasil no endereço http://escola.trabalho.gov.br. Não há pré-requisito para cursá-los, nem escolaridade mínima exigida.

Segundo o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, o projeto, que ele chamou de “conhecimento sem fronteiras”, deve qualificar profissionalmente cerca de 6 milhões de pessoas em todo o País. “Vivemos na era da revolução digital e estamos conectando o governo federal a essa realidade”.

Desde o lançamento, em 21 de novembro, a plataforma, desenvolvida em parceria com a Universidade de Brasília (UnB), já registrou mais de 127 mil matrículas em todo Brasil.

Os cursos são formados por módulos de aproximadamente 40 horas cada. O número de módulos dependerá da necessidade de cada curso. Cada módulo estará disponível por dois meses, tempo estimado para a conclusão com tranquilidade de todas as atividades. Ao final de cada módulo, o trabalhador passará por uma avaliação que servirá como base para que ele receba o certificado de conclusão daquela fase. Ao concluir todas as etapas, um certificado é emitido pela UnB.

Ao todo serão disponibilizados 50 cursos, divididos por eixos temáticos, definidos a partir do estudo do mercado de trabalho levando em conta as áreas onde há maior necessidade desses profissionais e falta qualificação. Com base nos dados da Rais e do Caged, a universidade avaliará se os trabalhadores que se qualificaram pela Escola do Trabalhador conseguirão se colocar no mercado de trabalho e se estão atuando na área em que se qualificaram pela plataforma.

Os 15 primeiros cursos disponíveis da Escola do Trabalhador são:

  1. Agenciamento de viagens
  2. Criando um negócio de Sucess
  3. Higiene na indústria de alimentos
  4. Introdução ao Excel
  5. Português básico para o mundo do trabalho
  6. Demonstrações contábeis e sua análise
  7. Conhecendo o perfil do agente comunitário de saúde e seu processo de trabalho
  8. Fundamentos e processos de gestão de Recursos Humanos
  9. Segurança da informação
  10. Edição e tratamento de imagens
  11. Inglês aplicado ao mundo do trabalho
  12. Cuidando de pessoas idosas
  13. Análise de investimento
  14. Comunicação escrita para o trabalho
  15. Elaboração de folha de pagamento de empresasO Ministério do Trabalho informa que os demais cursos serão disponibilizados gradualmente até o fim de 2018, de acordo com os dados levantados nas pesquisas sobre as áreas de maior carência de qualificação.