Escola Viva de Artes Cênicas recebe ZéCarlos Machado hoje

Encontros com o objetivo de socializar informações a respeito dos percursos de grandes mestres das artes cênicas, com curadoria e organização de Calixto de Inhamúns. Em julho o projeto apresenta ZéCarlos Machado. O ator trabalhou em diversas montagens, como o musical O Homem de la Mancha (1972), com Paulo Autran e Bibi Ferreira, Coriolano (1974), de William Shakespeare e Bela Ciao (1982), de Luís Alberto de Abreu, com direção de Roberto Vignati. Em 1986, ingressou no Grupo Tapa. No cinema, fez diversos filmes como Olga (2004), A Casa de Alice (2007) e A Memória que Contam (2012). Na televisão é conhecido pelo personagem do Dr. Theo, da série de televisão Sessão de Terapia (2012) e, atualmente, pela personagem Seti I, da novela Os Dez Mandamentos, da Record. As atividades são gratuitas e abertas a quaisquer interessados, podendo ser agendados grupos. Duração: 3h. Indicação: 14 anos. Entrada franca. Informações: 2229-5043 ou escolaviva@guarulhos.sp.gov.br. Rua Francisco Foot, 3, Tranquilidade, às 19h

ZeCarlos Machado 4

 

O caminho do artista

A partir da necessidade do estudo das técnicas artesanais e da história da arte, a programação receberá artistas notáveis, que compartilharão não apenas informações acerca das suas obras, mas, principalmente, das suas trajetórias, do caminho que percorreram até chegarem ao seu momento atual.ZeCarlos Machado 8 - Paginas da Vida

A primeira atividade da programação especial teve a presença do dramaturgo Luís Alberto de Abreu. Estão confirmados para os próximos meses Rosi Campos, Umberto Magnani e Genézio de Barros.

Por que cada um escolheu o seu rumo e como encaminhou a transformação dos seus sonhos em projetos? O que estudaram, o que leram, qual a colaboração da teoria e da prática na criação da sua obra?

Nas escolas de teatro, e no próprio fazer teatral, existem pessoas que buscam o efeito, o sucesso imediato, sem entenderem que a obra de um artista é a consequência dos estudos, erros, acertos e da persistência.

Parafraseando Mario de Andrade, existem três técnicas básicas do aprender de um fazer artístico: a técnica artesanal, a virtuosidade e a técnica pessoal. A técnica pessoal, além do talento que todos possuem em diferentes graus, é, e muito, resultante do aprendizado do artesanato – técnicas básicas existentes em quaisquer profissões – e do estudo da obra dos virtuosos, de como cada um, usando as ferramentas e técnicas da sua época, se tornou um artista com uma contribuição significativa para a sociedade.

 

11759035_878588342208782_311074483_n
1982, Bella Ciao, texto de Luis Alberto de Abreu, direção de Roberto Vignati. Com o Grupo Arte Viva: Calixto de Inhamuns, Christiane Tricerri, Cacá Amaral, Gabriela Rabelo, Mario Cesar Camargo, Zécarlos Machado e Roza Grobman.

Calixto de Inhamúns – Idealizador e coordenador do projeto Caminho do Artista

É dramaturgo, roteirista, ator, diretor teatral e formado também na Licenciatura em Artes Cênicas. Desde os anos 1970 exerce atividades didáticas com cursos sobre interpretação, análise de textos, interpretação e dramaturgia. Em teatro sempre desenvolveu seu trabalho dentro de grupos estáveis, sendo um dos fundadores do Grupo Mambembe e do Grupo Arteviva. Em 2014, escreveu, em parceria com Luis Alberto de Abreu, KARAMÁZOV, dirigido por Ruy Cortez, indicações para dramaturgia nos prêmios Aplauso e APCA.