Espalha Fatos – 04/10

Debate entre Guti e Eli

Expectativa

Os dois candidatos a prefeito de Guarulhos que se enfrentam agora no 2º turno das eleições são esperados para o debate da TV Câmara programado para o próximo dia 24. A ausência de qualquer um deles transformará o evento num programa de entrevista. Vale ressaltar, que o não comparecimento de alguns candidatos no debate do 1º turno se deu com a explicação de que o evento supostamente não tinha o alcance de todo o eleitorado guarulhense, já que foi transmitido pela TV a cabo Net e internet. Acontece que no debate da Globo, não tivemos a transmissão pela televisão aberta, só pelo site G1, e os tais candidatos foram, portanto tecnicamente não houve nenhuma diferença. Vamos ver se desta vez ninguém foge, prestigiando assim o trabalho dos guarulhenses.

Agenda

A Câmara Municipal, por meio da Diretoria de Comunicação, já está organizando o debate do 2º turno entre os candidatos a prefeito de Guarulhos. O evento, fechado ao público, ocorrerá no plenário do Legislativo no dia 24 de outubro, às 14h, com transmissão ao vivo pela TV Câmara canal 7 da Net e pela Web TV no site www.camaraguarulhos.sp.gov.br. Assim como no debate do 1º turno, alguns dos principais veículos de Comunicação da cidade farão a transmissão simultânea, tais como TV Guarulhos canal 3 da Net e sites Guarulhos Web, Click Guarulhos e Opção.

Day after

Após ser divulgado o resultado das eleições no 1º turno, o prefeiturável Martello (PSD), que ficou na 5ª colocação, já está sendo pressionado para deixar a presidência da sigla. O vereador reeleito e cacique do partido, Eduardo Soltur, quer o comando de volta, pois pretende apoiar oficialmente Eli Corrêa Filho no 2ª turno. Já Martello, que não vai com a cara de Eli, prefere que o PSD apóie Guti, segundo assessores. Nesta briga de titãs, a tendência é de que Soltur vença o cabo de guerra, pois foi ele que levou Martello para a sigla. Difícil é saber se os pouco mais de 33 mil eleitores de Martello votarão em Eli ou em Guti.

 

 

Muita calma nessa hora

Com a definição dos 34 vereadores que ocuparão uma cadeira na Câmara Municipal na próxima legislatura, alguns parlamentares já estão se movimentando para ocupar a presidência do Legislativo no ano que vem. Apesar de estar muito cedo para definições, a prudência diz que ficar cantando vitória antes do tempo pode dar azar. Subestimar os adversários, já anunciando por ai ações presidenciais, pode ser um tiro no pé. Melhor calçar as sandálias da humildade e articular muito, pois a presunção geralmente é uma grande inimiga da vitória.