Espalha Fatos – 17/01

Apertando o cinto

O prefeito Guti deverá publicar nos próximos dias decreto que determina o contingenciamento de 30% em todas as secretarias municipais. Isso significa que cada secretário deverá enxugar a estrutura de sua pasta em no mínimo esse percentual. Contratos deverão ser revistos e renegociados e as despesas cortadas. A ordem é economizar!

Corujão

Durante quase toda primeira quinzena de janeiro o prefeito e sua equipe de governo chegaram muito cedo para trabalhar no Paço Municipal estendendo a jornada pelo menos até as 2h da madrugada. Sem falar que nos últimos dois finais de semana o trabalho também foi bem puxado com o acompanhamento dos mutirões de revitalização dos parques, visitas a postos de saúde e atendimentos à população. Mesmo com toda correria, ainda deu tempo para Guti e sua equipe observarem in loco os locais alagados pelas chuvas de verão, enviando as equipes de apoio e limpeza.

Surpresa

O que era impensável até dias atrás se tornou realidade. Mais três vereadores acabam de vir para a base do governo, após conversas com o prefeito. Ao que tudo indica, a maioria absoluta dos parlamentares darão um voto de confiança à nova gestão deixando Guti e sua equipe trabalhar. Só as figurinhas carimbadas que ficarão clamando no deserto.

Garantido

A Prefeitura conseguiu equalizar o problema relativo a falta de pagamento de todos os servidores municipais herdado da gestão anterior. Serão pagas as férias em pecúnia que estavam atrasadas ainda neste mês de janeiro. O vale do dia 15 foi pago normalmente e já está na conta do funcionalismo.

Não colou

A movimentação de cargos na Prefeitura promovida pelo ex-prefeito Almeida no final do ano passado acabou não dando em nada. Tentando beneficiar seus apadrinhados, o petista publicou no Diário Oficial várias promoções de alguns servidores “especiais”, que de uma hora para outra deram um salto impressionante na carreira. Tudo em vão. Mais de 100 portarias foram canceladas pelo novo governo e todos os protegidos do PT tiveram de voltar a seus cargos de origem.