Espalha Fatos – 25/01

Perplexidade

Guarulhenses e moradores das cidades vizinhas não conseguem entender por que o Governo do Estado está insistindo tanto na mudança do atual endereço do Poupatempo Guarulhos para um “puxadinho” no Shopping Internacional. Será que não existe mais nenhum outro local compatível na cidade para receber o valioso equipamento público? Está mais do que evidente que o novo espaço oferecido no referido centro comercial é muito pequeno e totalmente inadequado. Tirando as vantagens pessoais e comerciais de alguns poucos privilegiados, não há dúvidas de que o pobre contribuinte será feito de gato e sapato.

Essa não cola

Mudar o endereço do Poupatempo com a desculpa de que haverá economia aos cofres públicos, já que o Shopping Internacional “desinteressadamente” promete não cobrar aluguel e nem condomínio do Governo do Estado, além de bancar todas as despesas de mudança e adequação do espaço, chega a insultar a inteligência dos contribuintes. Como caberá dentro de uma antiga loja de móveis uma estrutura enorme como a do Poupatempo? Além disso, hoje, normalmente, até em dias comuns, quase não há vagas de estacionamento. Dizer que o Ciretran fará as vistorias e emplacamentos dos veículos também nesses sofridos locais de parada do consumidor é tirar um sarro da população, não acham?

Mina de ouro

Quem sabe esta não seja a grande chance do Ministério Público mostrar serviço ao cidadão guarulhense e das cidades vizinhas, defendendo os interesses dos contribuintes para que tenham um local de atendimento do Poupatempo à altura do tamanho da nossa cidade? Ainda dá tempo de contestar judicialmente a mudança, já que toda operação está prevista para ocorrer no mês de junho. Segundo comerciantes locais do ramo de estacionamento, hoje as empresas que guardam os carros dos contribuintes nos arredores do atual Poupatempo, faturam em torno de R$ 300 mil mensais cada. Portanto, caso se concretize realmente a idéia desta mudança absurda, somente poucas pessoas ficarão felizes com o esquema em detrimento do povo sofrido que terá de se espremer para ser atendido.

Só falta boa vontade

Já que o Governo do Estado está tão empenhado assim em ver o lado dos guarulhenses, lhes oferecendo instalações mais adequadas, sem se preocupar com o lucro milionário de terceiros, por que não estuda adequar o prédio da antiga Tapetes Lourdes para receber o novo Poupatempo Guarulhos, dividindo o espaço com a sede própria do Legislativo e com algumas pastas do Executivo? É só pagar a conta das obras e ajustes do novo espaço que também não terá despesas com aluguel e nem condomínio. Sem falar que estaria fazendo um grande favor para a cidade, já que estaria ajudando o poder público municipal a economizar, matando assim três coelhos num tiro só! Seria uma opção mais justa, que não daria margem para pensarmos em favorecimentos pessoais.