Espalha Fatos – 29/09

Fim da linha

Após o vereador e candidato a vice-prefeito na chapa do PT, Moacir Souza, ter pedido a abertura de sindicância no Legislativo contra este colunista, que atua na Casa como Diretor de Comunicação, Rádio e TV Câmara, enfim o resultado das apurações foi divulgado. Numa verdadeira caça às bruxas, o vice do prefeiturável Elói Pietá pediu no último dia 24 de junho apuração de suposto cometimento de irregularidades, devido a uma publicação feita no Facebook por este jornalista, a qual o ex-secretário de Educação não gostou do teor, já que não lhe interessava que a verdade fosse levada ao conhecimento dos guarulhenses.

Acusação

O petista acusou sem provas este jornalista de ter usado indevidamente equipamento público em proveito próprio, além do acesso às redes sociais em computador da Câmara durante horário de trabalho para supostamente caluniar e difamar sua imagem. Mostrando total destempero e problemas de desequilíbrio emocional, o candidato a vice prefeito do PT, Moacir Souza, tentou a qualquer custo prejudicar este colunista cavando uma possível demissão, numa tentativa clara de desestabilização financeira e profissional. Sua única intenção era a de me calar principalmente junto à Imprensa.

Vitória da verdade

Depois de colhido o depoimento deste jornalista e realizada a perícia em meu computador de uso exclusivo no Legislativo, a Comissão de Sindicância da Câmara concluiu e apresentou relatório final comprovando que não foi feito o uso indevido do equipamento no dia e horário indicados na denúncia de Moacir. Portanto, os integrantes da Comissão de Sindicância concluíram pelo arquivamento do processo, uma vez que os fatos apontados não foram comprovados no curso das averiguações.

Jogo sujo

Vale ainda ressaltar, que no dia seguinte ao pedido de abertura da sindicância, o candidato a vice-prefeito do PT, Moacir Souza, procurou este jornalista por meio de um emissário, para fazer uma proposta bastante indecorosa. Segundo o mensageiro, Moacir retiraria a falsa denúncia em troca deste jornalista “nunca mais” citar o seu nome em jornais e redes sociais. Com a consciência tranquila e certo da minha inocência, rejeitei a proposta absurda confiando na verdade dos fatos.

Aviso

Diante dessa lavagem de roupa suja em público quero comunicar ao candidato a vice prefeito do PT, Moacir Souza e a outros políticos do mesmo naipe, que não me renderei a qualquer tipo de ameaça para que a verdade seja calada. Nem ele e nem ninguém me farão recuar da função de informar os munícipes guarulhenses sobre o jogo sujo e nojento que é travado no submundo político, doa a quem doer. Jamais fugirei das minhas responsabilidades, aconteça o que acontecer. Que Deus nos abençoe e livre desse tipo de gente. Guarulhos merece coisa melhor! Agradeço aos familiares e amigos que ficaram ao meu lado nesta luta.