Etecs abrem inscrições do Vestibulinho para o segundo semestre

O período de inscrição do processo seletivo das Escolas Técnicas Estaduais (Etecs) para o segundo semestre de 2019 começa nesta quarta-feira (10) e vai até 15 de maio. O valor da taxa é de R$ 30. O exame será no dia 16 de junho.

O Vestibulinho oferece mais de 44,4 mil vagas para Ensino Técnico (presencial, semipresencial e online), Técnico integrado ao Médio na modalidade EJA, Especialização Técnica e para acesso às vagas remanescentes de segundo módulo.

As vagas disponíveis neste processo seletivo são destinadas às Etecs e às classes descentralizadas (unidades que funcionam com um ou mais cursos técnicos, sob a administração de uma Etec) por meio de parcerias com as prefeituras do interior e da Capital (aulas nos CEUs) e com a Secretaria estadual da Educação para oferta do Ensino Técnico em salas de escolas estaduais.

Especialização de nível médio

Para o segundo semestre, o Vestibulinho oferece 150 vagas para especialização técnica, distribuídas entre cinco cursos: Centro Cirúrgico e Instrumentação Cirúrgica; Enfermagem do Trabalho; Gestão de Unidades de Alimentação e Nutrição; Organização de Eventos Corporativos; e Radiocomunicação.

Para concorrer a uma vaga, além de ter concluído o Ensino Médio, o candidato precisa ter cursado integralmente o Ensino Técnico associado ao curso de especialização, conforme relação disponível na internet.

Cadastro Reserva para acesso às vagas remanescentes

As vagas remanescentes de segundo módulo estão disponíveis para dez cursos técnicos: Administração online, Automação Industrial, Contabilidade, Eletrônica, Guia de Turismo online, Informática para Internet, Mecatrônica, Meio Ambiente, Química e Serviços Jurídicos.

Os interessados devem ter concluído o Ensino Médio e ter experiência profissional na área do curso, mediante avaliação e certificação de competências referentes ao primeiro módulo.

Inscrições

Para se inscrever em um dos cursos técnicos oferecidos no segundo semestre, o candidato precisa ter concluído ou estar cursando a partir do segundo ano do Ensino Médio. Quem já concluiu ou está fazendo a Educação de Jovens e Adultos – EJA ou o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos – Encceja deve apresentar uma das seguintes certificações: certificado de conclusão do Ensino Médio, declaração de que está matriculado a partir do segundo semestre da EJA, dois certificados de aprovação em áreas de estudos da EJA, boletim de aprovação do Encceja enviado pelo MEC ou o certificado de aprovação do Encceja em duas áreas de estudos avaliadas. Quem fez o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) até a edição de 2016 deve apresentar o certificado ou declaração de conclusão do Ensino Médio, expedido por órgão competente.

Os interessados em se inscrever no primeiro termo em um dos cursos técnicos integrados ao Ensino Médio na modalidade EJA devem ter idade mínima de 18 anos, a completar até 31 de julho, e possuir certificado de conclusão do Ensino Fundamental ou Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos – Encceja.

As inscrições, exclusivamente pela internet,  vão de 10 de abril a 15 de maio – no último dia, o prazo termina às 15 horas. É preciso preencher a ficha de inscrição eletrônica e imprimir o boleto bancário para pagamento da taxa de inscrição de R$ 30. O valor deve ser pago em dinheiro, em qualquer agência bancária até 15 de maio.

O candidato com deficiência, que precise de condições especiais para fazer a prova deve mencionar sua necessidade na ficha de inscrição eletrônica. Será necessário enviar o laudo médico, emitido por especialista, pelo link específico na Área do Candidato, impreterivelmente até as 15 horas do dia 15 de maio.

No ato da inscrição para o primeiro módulo do Ensino Técnico, presencial e semipresencial, é possível colocar como segunda opção outro curso ou período desde que oferecido na mesma unidade para a qual o candidato vai se inscrever.

O Manual do Candidato com as informações sobre o processo seletivo está disponível no site para download.

Inclusão social

O Sistema de Pontuação Acrescida do Centro Paula Souza concede acréscimo de pontos à nota final obtida no exame, sendo 3% a estudantes afrodescendentes e 10% a oriundos da rede pública. Se o candidato estiver nas duas situações, recebe 13% de bônus.

Cabe ao candidato verificar se tem direito à pontuação acrescida, porque a matrícula não poderá ser realizada e a vaga será perdida se as informações não atenderem às condições estabelecidas em sua totalidade.