A Prefeitura Municipal de Guarulhos, em resposta aos questionamentos do Click Guarulhos, informou que houve um escorregamento rotacional de solo na borda do aterro localizado à rua Luiz Borges de Medeiros, no Jardim Kátia, região do Pimentas, gerando deformações no pavimento da via.

Porém, ainda está sendo apurado junto aos técnicos da empresa responsável pela obra, quais são as reais causas para a ocorrência. Segundo apurado pelo Click Guarulhos, funcionários da Defesa Civil disseram aos munícipes que o caso é novo.

A construtora, que fazia a obra no terreno, foi notificada pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano (SDU) por meio de uma Notificação Preliminar na quarta-feira, 26, às 15h, para executar obras emergenciais de contenção de talude e refazer a via pública lindeira ao terreno.

Na manhã desta quinta-feira, dia 27, às 10h, a empresa responsável foi notificada a apresentar laudo técnico com recolhimento ART (Anotação de responsabilidade técnica) com detalhamento das medidas que deverão ser adotadas para recuperação e estabilização do talude. O abastecimento de água da região foi retomado na madrugada desta sexta.

A Defesa Civil notificou 11 famílias (40 adultos, 6 adolescentes, 8 crianças, 2 idosos). A empresa se responsabilizou em arcar com as acomodações para essas pessoas. No entanto, segundo moradores ouvidos pelo Click Guarulhos, ainda nada foi feito para acomodar as famílias afetadas. “O que a gente queria era que viesse alguém responsável da empresa e arcasse com todos os cultos, pelo menos nesse fim de semana, até saber como vai ficar a situação”, desabafou Débora Cristina Viera Felix à reportagem. Na casa de Débora, oito pessoas não sabem para onde irão.

De acordo com informações recebidas pelo Click Guarulhos, algumas famílias foram levadas até um hotel na quarta-feira, dia do ocorrido, mas já voltaram e aguardam um novo posicionamento da empresa.

Confira o vídeo de como está a situação na rua Luiz Borges de Medeiros, no Jardim Kátia: