Festa do pijama

Por Val Oliveira
Fotos: Rafael Sousa, Kátia Rodrigues, Nani Magalhães,
Princesas e heróis, Patê Sucrê e banco de imagens

O mercado de festas está sempre em busca de novidades. Um produto que voltou repaginado e apresenta-se como uma opção mais econômica, intimista e agrada crianças e adolescentes nas comemorações de aniversários é a festa do pijama. Com colchonetes, cabaninhas, travesseiros fofos, brincadeiras, programação cultural e muita guloseima, a garotada pode passar momentos bem diferentes e agradáveis.

Segundo especialistas no assunto, um mês é tempo suficiente para a contratação de todos os serviços para montar uma bela festa nesse estilo. Veja os detalhes.

Convite

No convite é importante deixar claro o estilo da festa, local, data e hora de início e do fim, para controle e tranquilidade dos pais. Além disso, é fundamental providenciar uma lista de objetos de uso pessoal que serão necessários levar no dia como, por exemplo, escova de dente, pijama, bonecas ou bichinhos que acompanham os pequenos na hora de dormir.

“O ideal é que as crianças tenham mais de cinco anos, mas os adolescentes são os que mais amam esse tipo de reunião. É importante que a criança convidada já tenha dormido fora de casa antes e que o convite seja feito com, no mínimo, 15 dias de antecedência. Levando em consideração que as crianças ficam agitadas com o fato de dormirem fora e por estarem em grupo, o ideal é que não passe de 10 crianças convidadas”, explica a confeiteira e cake designer Nani Magalhães.

“Quem fica responsável pelo ‘plantão’ durante a noite para alguma emergência, geralmente é a mãe do aniversariante. É recomendável enviar junto com o convite um miniquestionário sobre a rotina de sono, se a criança tem um travesseiro predileto ou paninho para dormir, por exemplo. E o mais importante: pegar o telefone dos pais para o caso de haver necessidade de contato. Se for oferecido kit soninho, as mães dos convidados precisam enviar as numerações de roupas e calçados”, detalha Vera Eckhardt, chef pâtissier, florista, designer de mesas termáticas de doces e proprietária da Patê Sucrê.

Local do evento

De acordo com as profissionais, a festa do pijama pode ser feita na sala de casa, em quintal coberto, no sítio da família, em casa de praia ou até mesmo em salões de prédios onde é permitido pernoite. Para tanto, é necessário a montagem de tendas ou barracas com colchonetes, lençóis, travesseiros e cobertores. Há também a opção de pedir para que cada um traga o seu.

Preços

Se a intenção é não gastar muito, a própria mãe pode organizar o evento. Caso contrário, buscar um serviço especializado é a opção. O valor vai depender do número de crianças, do tipo de decoração desejada e do cardápio escolhido.

Lembrancinhas

Os mimos oferecidos para os convidados levarem para casa podem ser bem variados: fronhas, almofadas, pantufas, tapa-olho para sono, kit higiene, pijama personalizado, miniabajur, doces personalizados, entre outros.

Tema e decoração

O tema geralmente fica a cargo da criança e há uma infinidade de opções. Já a mesa é montada como em um aniversário tradicional, só que em proporções menores.

“A festa do pijama já é bem temática, mas nada impede de criar um ambiente com o tema de que a criança goste. Pode ser feita para meninas e meninos, com diferenças na decoração. No caso dos meninos, pode-se criar um ambiente camuflado, dando a ideia de selva. Luminárias, bandeirolas e bichinhos de pelúcia também podem compor o ambiente”, detalha Nani.

“As cabanas acompanham as cores principais do tema, lembrando que, como a festa é geralmente em um ambiente reduzido, é mais prático dar preferência a temas mais lúdicos ou apenas remetendo ao personagem escolhido, com pequenos toques, que pode ser em forma de banner ou algum boneco”, emenda Vera.

Cardápio especial

Para agradar o paladar e saciar o apetite das crianças, é aconselhável caprichar nos doces, salgados e bebidas.

“É bacana servir salgados assados, sanduíches, pizzas ou até mesmo uma massa. Para as bebidas, recomendo sucos, leite ou chocolate quente. Pela manhã, a mesa pode ser composta por pães de queijo, brioches, o bolo para os parabéns e docinhos personalizados, como pães de mel, bolachas e cupcakes que, além de decorar, servem como lembranças para os convidados”, informa Nani.

“É preciso ser rápido e prático: pizzas, sanduíches mistos com batatas fritas, sucos, chocolate quente e pipocas. Entre os doces não pode faltar o bolo de aniversário, cupcakes, popcakes, brigadeiros e bichos de pé. No café da manhã, pode-se servir muffins, pães de queijo, bolo tipo caseiro, pães salgados, tortas, cereais, leite, café, chás e sucos. Para quem deseja algo mais rápido e simples, há a opção do kit café da manhã, que vem em sacolinhas com lanche, suco, saquinho de cereal, fruta e caneca personalizada”, pontua Vera.

Programação da festa

Outro item importante é a programação que vai entreter as crianças, mantê-las ocupadas e sob controle.

“É interessante resgatar brincadeiras como mímicas, contar histórias, jogos e até mesmo filmes”, diz Nani.

“Um filme divertido e uma animada luta de almofadas. Uma tenda do contador de histórias, na qual se monta um ambiente mágico, com luzes, almofadas e estrelas. O contador de histórias pode ser caracterizado como a princesa ou o herói favorito”, destaca Vera.
Outras possibilidades: jogos de tabuleiro, máquinas fotográficas descartáveis para que as próprias crianças façam o registro da festa, concurso de karaokê, bingo, caça ao tesouro, esconde-esconde, desenho e pintura, entre outros.

Nani Magalhães – confeiteira e cake designer
Avenida Barber Greene, 714, J. Santa Clara
N 98367-6572

Vera Eckhardt, chef pâtissier, florista, designer de mesa de doces temática
Patê Sucrê
Rua Orlando Randi, 88, J. Santa Mena
N 98436-6725 (WhatsApp)
l facebook.com/psucree