Figueiredo Jr. adere ao podcast, novo fenômeno mundial da mídia


O Brasil tem 120 milhões de internautas e é cada vez maior o número de ouvintes que estão descobrindo os programas produzidos em podcasts. Alguns chegam a ter 600 mil ouvintes. Inevitável que, com a queda de audiência no radio AM e o crescimento das mídias sociais, profissionais renomados e tradicionais começassem a investir e migrar para essa nova sensação midiática.

O empresário, jornalista, publicitário e radialista Figueiredo Junior, com passagem pelas principais emissoras da Região Metropolitana de São Paulo, está lançando seu podcast e inicia em agosto próximo, com pelo menos três programas, que contarão com outros apresentadores e influenciadores digitais.

O Click Guarulhos o procurou para saber mais a respeito, pois Figueiredo é residente em Guarulhos e sempre abre espaço para divulgar os assuntos de interesse da população da cidade.

Por que o Podcast?

Porque já é uma grande realidade nos Estados Unidos. O Brasil não vai ficar de fora e já tem programas com mais de 100 mil ouvintes/internautas. É a evolução do rádio. O início já conta com mais de 200 mil internautas.

Pode-se concluir que isso acaba com o rádio?
Não! Vai somar. As mídias sociais são poderosas e o radio é mágico e inesgotável. Só vai atrair mais pessoas, que ficarão mais informadas em varias áreas. É preciso se adaptar ao futuro digital e ele chegou.Vamos agregar.

Você deixará o rádio tradicional?
Não. Eu estou no processo de adequação e como tenho 200 mil seguidores em minhas mídias sociais, vou aumentar com a chegada de outros influenciadores digitais.

Como será a programação? Vai focar em atrações culturais?
Não; eu começo com um programa semanal, com um tema específico e atuando para grandes empresas do País, que entram nessa nova onda de comunicação, que chegou para ficar…

Como as pessoas poderão acessar seu podcast?
Poderão acessar o podcast, através dos sites ou plataformas como Spotify e Deezer, que estão abrindo espaço para programas com qualidade profissional.