Filhos dizem terem sido torturados para mentir sobre abuso sexual em Guarulhos

O vendedor Atercino Ferreira de Lima Filho, de 51 anos, foi preso em 2004, acusado de abusar sexualmente de seus próprios filhos, um menino e uma menina quando eram crianças. O vendedor foi condenado a 27 anos de prisão, em Guarulhos.

Agora os dois filhos lutam na justiça para tentar libertar o pai. Eles contam que uma amiga da mãe, que é separada de Atercino, os torturou para que afirmassem à polícia que o pai os tinha molestado sexualmente quando crianças.

A reportagem sobre a revisão do caso foi publicada no jornal “Folha de S. Paulo”. A família entrou com uma ação revisional criminal – quando se pretende reverter uma decisão judicial, que já transitou em julgado – buscando demonstrar que houve erro judicial.