Filiado ao PT apontado com autor de ofensas a Aécio

Um funcionário concursado do Serpro (serviço de processamento de dados da Receita Federal, em Minas Gerais, e filiado ao PT, é apontado como autor de opiniões consideradas ofensivas ao então candidato à Presidência Aécio Neves (PSDB).

Pelo twitter, cerca de 20 internautas dispararam denúncias contra o tucano, associando-o ao uso e tráfico de drogas. Aécio reivindicou na Justiça a identificação dos autores e o pedido foi atendido. Nas investigações, chegou-se ao nome do servidor Márcio de Araujo Benedito, que teria utilizado computadores de seu local de trabalho, bem como a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa, do MEC, para postar seus comentários.

Benedito deu declarações à Folha de S.Paulo e negou que as opiniões que postou possam ser interpretadas como ofensivas à honra do senador. Segundo ele, o fato das postagens terem partidos do mesmo IP não provam que ele seria o autor. Garante, também, que não excluiu as opiniões que divulgou na época.